Quem sou eu

Minha foto
PARÁ DE MINAS, MINAS GERAIS, Brazil
Muitas qualidades, muitos defeitos, mas é no equilíbrio que se leva a vida em frente. Desistir nunca, o ceú é o limite, e mesmo depois temos o espaço.

Mais Você-Ana Maria

Mais Você-Ana Maria

N.E.O.Q.E.A.V

N.E.O.Q.E.A.V
NUNCA ESQUEÇA O QUANTO EU AMO VOCE


MINHA MÃE ENIA

ENIA MELGAÇO

ENIA MELGAÇO

MÂE ,VOCÊ É UNICA PESSOA NO MUNDO QUE MERECE ESTA HOMENAGEM...

Toda e qualquer injustiça, revida com genuíno amor.Renuncia-se a si própria, não se importa com a dor.Quando ela se ajoelha, para pedir por um filho.Mobiliza o céu inteiro, que pára ante seu clamor.Oração de mãe Deus ouve, reconhece tal sentimento.Só ao Seu amor se compara tamanho desprendimento.Na vida dos filhos é benção, e do céu, a dádiva maior.Abre mão de seus anseios, jamais espera louvor.Do amor que lhes dedica nunca lhes imputa débitoVibra com suas vitórias, esquece o próprio mérito.Essa doce fera vive pra proteger sua prole.E se um deles se ferir, não há o que a console.Amor de mãe é pra sempre, como o amor de Deus.Com a força de uma leoa, ela defende os seus.Mesmo com a própria vida, disso não abre mão.Amor que nos impulsiona e acalanta o coração.


UM BEIJO CARINHOSO DE SUA FILHA
ZANZA

MÃE

MÃE
Mãe: palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria. Ser mãe não é só dar a luz e sim, participar da vida dos seus frutos gerados ou criados. Obrigado por termos você

MINHA ETERNA PAIXÃO

MINHA ETERNA PAIXÃO

QUEM TE ENSINOU A NADAR?

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Milva






BIOGRAFIA

23/10/2008 - - 1939 - 17 de julho. Milva nasce a Goro (Ferrara). Milva nasceu em Goro (Ferrara).
A vent’anni partecipa ad un concorso di voci nuove indetto dalla RAI, classificandosi prima su 7600 concorrenti. Vinte anos de participar de um concurso realizado pela New RAI, terminando em primeiro lugar em 7600 os concorrentes. Nel 1961 partecipa al Festival di Sanremo con “Il mare nel cassetto”, classificandosi terza. Em 1961 parte do Festival de Sanremo "O mar na gaveta", pela terceira acabamento. Esplode così il “fenomeno Milva”. Explode como o "fenômeno Milva." L’anno seguente segnalata dalla critica discografica come “cantante dell’anno”. No ano seguinte, marcado por gravar os críticos como "o cantor." Partecipa al film “La bellezza d’Ippolita” con Gina Lollobrigida ed Enrico Maria Salerno. Junte-se ao filme "A beleza da Hippolyta", com Gina Lollobrigida e Enrico Maria Salerno. Nel ’65 il incide “Canti della libertà”. In'65 o impacto "Canções da Liberdade". Paolo Grassi l’invita a cantare i brani del disco in occasione del 20° anniversario della Liberazione e inizia la sua collaborazione con Giorgio Strehler. Paolo Grassi convidada a cantar as músicas do disco, o 20 º aniversário da libertação e iniciou a sua colaboração com Giorgio Strehler. Protagonista di un recital diretta da Macello: “Ma cos’è questa crisi?” al Piccolo Teatro di Milano e successivamente tournée in Italia. O protagonista de um recital liderado pelo Matadouro: "Mas o que é esta crise?" Ao Piccolo Teatro di Milano e, posteriormente excursionou Itália. Primo spettacolo brechtiano “Poesie e canzoni di Bertolt Brecht”, diretta da Giorgio Strehler. Primeiro show brechtiano "Poemas e canções de Bertolt Brecht", dirigido por Giorgio Strehler. Nel 1967 al Piccolo Teatro debutto di “Io, Bertolt Brecht” con Milva e Giorgio Strehler, regista e attore. Em 1967, no Piccolo Teatro estréia de "Eu, Bertolt Brecht Milva e com Giorgio Strehler, diretor e ator. L’anno seguente esordio nel teatro di prosa ne “ Il Ruzante” di Gianfranco de Bosio con tournée nell’Europa del nord. No ano seguinte, estreou no teatro de prosa, em "O RUZANTE" Gianfranco de Bosio com passeios no Norte da Europa. A Roma per la regia di Strehler interpreta con il gruppo “Teatro e Azione”, “La cantata di un mostro Lusitano” di Peter Weiss. Em Roma para a direcção do Strehler interpreta com o Grupo de Teatro e Ação "," A canção de um monstro Lusitano ", de Peter Weiss.
E’ il 1969 anno in cui riceve la “Maschera d’Argento” per la commedia “Angeli in Bandiera” di Garinei e Giovannini, con Gino Bramieri, che supera le 500 repliche in tutta Italia. E'1969 ano, quando recebem a Máscara de Prata "para a comédia" Anjos na bandeira ", por Garinei e Giovannini, com Gino Bramieri que excede os 500 réplicas em toda Itália. Nel ’72 torna al cinema accanto a Silvana Mangano e Luc Merenda in “D’amore si muore”, film di Patroni Griffi. In'72 retorna ao cinema ao lado de Silvana Mangano e Luc Merenda em "D'you love morre", Patroni Griffi filme. A Venezia vince la “Gondola d’Oro” per le vendite ottenute con il disco “La filanda”. Em Veneza ganha o Gondola d'Oro "para as vendas obtidas com o disco" A tecelagem. " Nel ’73 col suo recital brechtiano è al Festival di Edimburgo dove è paragonata alla Callas. In'73 considerando brechtiano está com o seu Festival de Edimburgo em que é comparada com Callas. E’ dello stesso anno il memorabile allestimento di Strehler dell’“Opera da tre soldi” in cui Milva sarà un’indimenticabile Jenny delle Spelonche, accanto a D. E 'do mesmo ano memorável, o desenvolvimento de Strehler da "Ópera dos três numerário", que será um Milva Jenny a caverna, ao lado de D. Modugno. Segue tournée di tre anni sempre con “L’Opera da tre soldi”. Três anos seguintes, com a turnê "A Obra de três dinheiro." Nel 1975 Strehler la affianca a Tino Carraro per “Io, Bertolt Brecht N°2” e trionfa alle Berliner Festwochen, poi al Théatre de la Monnaie di Bruxelles. Em 1975 ele Strehler, a par do Tino Carraro para "Eu, Bertolt Brecht No. 2" e triunfa com o Berliner Festwochen, em seguida, o Teatro de la Monnaie, em Bruxelas. Alla Piccola Scala di Milano interpreta “Diario dell’assassinata” di Gino Negri. Na Piccola Scala de Milão interpreta "Diário dell'assassinata" por Gino Negri. “Premio Italia” per la stessa operina. "Premio Italia" para o mesmo trabalho. L’anno dopo premio discografico della critica tedesca per “Milva canta Brecht” diretta da Strehler. O ano de recorde para o prémio da crítica alemã "Brecht Milva canta" por direcionado Strehler. Nel 1978 incide un album di canzoni di Theodorakis e in Germania le viene assegnato il disco di platino per il record assoluto di vendite dello stesso album. Em 1978 atinge um álbum de canções de Theodorakis e na Alemanha é premiado com o disco de platina por vendas de gravar o álbum. L’anno seguente partecipa al Festival di Berlino con lo spettacolo “Canzoni tra le due guerre” (regia di F. Crivelli), ne segue una lunga tournée in Italia e in Europa. No ano seguinte, participa no Festival de Berlim com o show "Canções das duas guerras" (dirigido por F. Crivelli), segue-se uma longa turnê na Itália e na Europa. Gli anni ’80 iniziano con il secondo disco d’oro in Germania per LP “Was ich denke”. The'80s iniciou-se com o segundo disco de ouro na Alemanha para o LP "Was ich denké." Incide “La Rossa” con canzoni scritte da Jannacci. Afetar "O Vermelho", com canções escritas por Jannacci. Nel 1981 è protagonista alla Deutsche Oper di Berlino, con “Die sieben Todsünden der Kleinbürger” (“I sette Peccati Capitali”) di Brecht / Weill, che porterà al Regio di Torino, all’Accademia di Santa Cecilia a Roma, al Comunale di Firenze, all’Opera Comique di Parigi e nei più importanti teatri d’Europa. Em 1981, está levando a Deutsche Oper de Berlim, com "Die Sieben Todsünden der Kleinbürger" ( "Os sete pecados capitais"), de Brecht / Weill, que lideram o Regio de Turim, a Academia de Santa Cecília, em Roma, o Municipal Florença, a Ópera Comique, em Paris e nos principais teatros da Europa. Per la RAI conduce il varietà del sabato sera “Al Paradise”, premiato l’anno seguente con la “Rosa d’Oro di Montreux”. RAI leva à variedade de sábado à noite "Al Paraíso", concedido no ano seguinte com "Rosa de Ouro de Montreux." 3° disco d’oro in Germania per LP “Ich hab keine Angst” con musiche di Vangelis. 3o disco de ouro na Alemanha para o LP "Ich hab keine Angst", com música de Vangelis. Nel 1982 F. Em 1982 F. Battiato che scrive per lei le canzoni dell’album “Milva e dintorni” tra cui la celebre “Alexanderplatz”. Battiato que escreve para ela canções do álbum "Milva ea área circundante", incluindo a famosa Alexanderplatz. Milva torna accanto a Strehler nel loro collaudato recital brechtiano al Théatre Odéon di Parigi. Milva de volta ao lado Strehler no seu brechtiano testada considerando a Paris Odéon teatro. Luciano Berio le affida un ruolo di primo piano nella sua opera “La Vera Storia” su libretto di I. Luciano Berio confia um papel importante na sua ópera "La Vera Storia", com um libreto por I. Calvino. Nel 1982 canta all’Olympia di Parigi, dove aveva già esordito nel 1962. All'Olympia canta, em 1982, em Paris, onde ele já tinha sido iniciada em 1962. E’ co-protagonista con nel film “Via degli Specchi” di Giovanna Gagliardo, e partecipa al Festival del Cinema di Berlino. E 'com a co-ator no filme "Rua dos Espelhos" por Giovanna Gagliardo, e participa do Festival Internacional de Cinema de Berlim.
Nel 1984 Porta a Los Angeles il recital brechtiano insieme alla compagnia del Piccolo Teatro di Milano, in occasione delle Olimpiadi. Em 1984 Porta a Los Angeles considerando brechtiano a empresa, juntamente com o Piccolo Teatro di Milano, durante as Olimpíadas. Al Teatro Les Bouffes du Nord di Parigi è Peter Brook la chiama per lo spettacolo “El Tango”, per la regia di F. Al Teatro Les Bouffes du Nord em Paris é Peter Brook convites para o show "El Tango", dirigido por F. Crivelli, insieme al bandoneonista argentino Piazzola, poi rappresentato in tutto il mondo. Crivelli, junto com pitch bandoneonista argentino, então representada em todo o mundo. L’anno successivo esce “Milva e Astor Piazzola live at the Bouffes du Nord”. No ano seguinte, deixando "Milva Astor Piazzola e morar no Bouffes du Nord". Con Juliette Binoche, Michel Piccoli e Michel Serrault gira il film di Jacques Rouffio “Mon beau frère a tué ma soeur”. Com Juliette Binoche, Michel Piccoli e Michel Serrault executado por Jacques Rouffio filme "Mon beau frère uma tue ma soeur".
Nel 1986 l’instancabile MILVA porta in scena a Londra, all’ Almeida Theatre, il suo recital brechtiano. Em 1986 o incansável porta Milva no palco, em Londres, todos os' Teatro Almeida, considerando o seu brechtiano. E’ invitata a Mosca come “rappresentante della cultura italiana”. E 'convidado para Moscou como "representante da cultura italiana." Riprende il ruolo di Jenny nella nuova messinscena di Strehler nell’“Opera de Quatt’ Sous” al Théatre Châtelet di Parigi, dove per sei mesi registra il “tutto esaurito”. Retomado o papel de Jenny na nova encenação de Strehler na "Ópera de quatro« Sous "Teatro do Châtelet, em Paris, onde durante seis meses, tem o" esgotado ".
Nel 1988 l’Artista è membro della giuria al Festival Internazionale del Film di Locarno. Em 1988 o artista é um membro do júri no Festival Internacional de Cinema de Locarno. Partecipa al film di Kristoff Zanussi “Wherever you are”. Kristoff Zanussi Junte-se à película "Por onde você estiver." A Parigi gira “Pisonnières”, con Annie Girardot, Marie-Christine Barrault e Bernadette Lafonte, per la regia di Charlotte Silvera. Em Paris executar "Pisonnières", com Annie Girardot, Marie-Christine Barrault e Bernadette Lafont, dirigido por Charlotte Silvera. In autunno torna alla Scala di Milano, con Luciana Savignano, nel dramma coreografico di Roland Petit “L’Angelo Azzurro”, dal romanzo di Heinrich Mann, con musiche di Marius Constant. No Outono regresso a La Scala, em Milão, com Luciana Savignano, no teatro coreográfico de Roland Petit "O Anjo Azul" a partir do romance de Heinrich Mann, com música de Marius Constant. L’anno seguente riprende con Piazzolla “El Tango”. No ano seguinte, com a retomada Piazzolla "El Tango". E’ al Teatro Casinò di Parigi con le “Canzoni tra le due guerre”. E 'ao Casino Theater em Paris com a "Canções das duas guerras". Incide (con Ute Lemper, René Kollo e Mario Adorf) “Die Dreigroschenoper” per la Decca International. Afetar (com Ute Lemper, René Kollo e Mario Adorf) "Die Dreigroschenoper" para a Decca International. Esce un 2° disco con canzoni scritte da F. 2o deixa um disco com canções escritas por F. Battiato, “Svegliando l’amante che dorme” (inciso anche in lingua spagnola), e successivamente compie una tournée in tutta Italia registrando ovunque successo di pubblico e di critica. Battiato, "a Awakening dormindo amante" (também gravado em espanhol), e, em seguida, faz uma turnê em toda a Itália gravação sucesso onde audiências e críticos. Con “I sette Peccati Capitali” di Brecht apre la stagione sinfonica alla Scala di Milano. Com "Os sete pecados capitais", de Brecht sinfonia abre a temporada no La Scala de Milão. Nel 1990 riceve il “Premio Tenco”. Em 1990 ele recebeu o "Prêmio Tenco." Due anni dopo in Italia riprende le “Canzoni tra le due guerre”, che porterà anche in tounée in Giappone. Dois anos mais tarde, em Itália assume a "Canções das duas guerras", que trará também em tounée no Japão. A Vienna canta alla Volksoper nel varietà “Servus Du” con musiche di Robert Stolz. Volksoper de Viena para cantar na variedade "Servus Du", com música de Robert Stolz. Nel ’93 è al Teatro Bellini di Catania nel ruolo del Principe Orlovsky ne “il Pipistrello” di Johann Strauss Junior, con la direzione di Peter Maag. In'93 é o Teatro Bellini de Catania no papel do príncipe Orlovsky no "Morcego", de Johann Strauss Junior, com a direcção de Peter Maag. Partecipa al Festival di Sanremo con “Uomini addosso”. Junte-se ao Festival de Sanremo com "Homens vestindo". Per il Parioli di Roma nasce il recital “Milva e le sue tre B” (Brecht, Berio e Battiato). Para o Parioli de Roma vem considerando a "Milva e seus três B" (Brecht, Berio e Battiato). Tour in Italia con lo spettacolo teatrale “La storia di Zaza”, di Giancarlo Sepe, ispirato alla commedia di Berton e Simon. Tour em Itália com a peça "A História de Zaza", por Giancarlo Sepe, inspirada na comédia do Berton e Simon. Siamo al 1995 al Royal Festival Hall di Londra è protagonista in “La vera Storia” di Berio (su libretto di I. Calvino). Estamos em 1995 no Royal Festival Hall em Londres, é o protagonista de "True Story", de Berio (um libreto por I. Calvino). Segue tournée in Giappone con un recital dedicato a Edith Piaf. Seguindo em turnê Japão com um recital dedicado a Edith Piaf. A metà degli anni ’90 concerti in Svizzera con “Milva canta Brecht”. Em meados da década de 90 concertos na Suíça com "Milva canta Brecht." Disco d’oro per il CD uscito in Grecia, “Volpe d’amore”, con le musiche di T. Ouro para o disco saiu em CD Grécia ", Volpe d'amore", com música de T. Mikroutsikos, grande musicista e all’epoca Ministro della Cultura in Grecia. MIKROUTSIKOS, grande músico e no Ministério da Cultura da Grécia. Concerti al Teatro Megaron di Atene con la partecipazione di Mikroutsikos. Concertos no Teatro Megaron Atenas, com a participação do MIKROUTSIKOS. Per il mercato giapponese incide un disco con il cantautore Shinji Tanimura (“Give me your light”). Para o mercado japonês atinge um disco com a cantora Tanimura Shinji ( "Dá-me a tua luz"). Partecipa al film “Celluloide” di Carlo Lizzani, e come unica attrice professionista, partecipa ad un documentario sulla vita di Carlo Gesualdo da Venosa, di Werner Herzog. Junte-se ao filme "celulóide" por Carlo Lizzani, e como a única atriz profissional, participando de um documentário sobre a vida de Carlo Gesualdo da Venosa, de Werner Herzog. Il film vincerà nel 1996 il “Premio Italia” e il 1° premio dei film audiovisivi in Olanda. O filme ganhou em 1996 o "Prêmio da Itália" e do 1 º prémio de áudio-visual cinematográfico, na Holanda. Alla Suntory Hall di Tokyo, nell’ambito del Summer Festival dedicato a Luciano Berio con l’orchestra sinfonica di Tokyo, è protagonista in “La vera storia” di Berio e Italo Calvino. No Suntory Hall, em Tóquio, no âmbito do Festival de Verão dedicado a Luciano Berio com a Orquestra Sinfônica de Tóquio, é o protagonista de "A verdadeira história", por Italo Calvino e Berio. Successivamente è al Festival Hall di Osaka con lo spettacolo “Milva canta Brecht”. Posteriormente, no Festival Hall, em Osaka com o show "Milva canta Brecht." Al Piccolo Teatro nasce con un trionfo il nuovo recital “Non sempre splende la luna – Milva canta un nuovo Brecht”, per la regia di Giorgio Strehler. Na Piccolo Teatro nasceu com um triunfo o novo considerando "Não semper a lua brilha - Milva canta um novo Brecht", dirigido por Giorgio Strehler.
Nell’ambito delle cerimonie ufficiali per la consegna del Premio Nobel della Pace a Oslo, Milva canta diretta da Vladimir Ashkenazy “L’Alleluia” nella “Messa per la Pace” di Sergio Rendine. Como parte das cerimônias oficiais de entregar o Prémio Nobel da Paz, em Oslo, Milva canta conduzida por Vladimir Ashkenazy "The Aleluia" na "Missa pela Paz", por Sergio Rendina. Nel ’96 tour italianicon lo spettacolo teatrale di “Tosca, ovvero prima dell’alba” di Terence Rattigan. In'96 turnê italianicon o jogo da "Tosca, ou antes" por Terence Rattigan. Riprende al Piccolo di Milano “Milva canta un nuovo Brecht”(regia di G. Strehler), che porterà poi al Festival Teatrale Europeo a Cracovia (Polonia) dove il recital sarà giudicato come il migliore del festival, e poi a Liegi (Belgio). Reiniciado com o Piccolo de Milão "Milva canta um novo Brecht" (dirigido por G. Strehler), que, em seguida, levar ao Festival Europeu de Teatro de Cracóvia (Polônia), onde será julgado o considerando como o melhor do festival e, em seguida, em Liège (Bélgica) . Spettacolari concerti al Herod Atticus Teatro di Atene con più di 9.000 spettatori. Soberbo concerto no Teatro HERODE Atticus em Atenas com mais de 9.000 espectadores. 14^ tournée in Giappone col repertorio dei tre autori greci (Vangelis, Theodorakis e Mikrousikos) e del giapponese Shinji Tanimura. 14a turnê no Japão com o repertório dos três autores grego (Vangelis, e Theodorakis Mikrousikos) e do japonês Shinji Tanimura. Per “Eventi musicali del XX secolo, il Bauhaus e la musica” concerti con “Die sieben Todsünden” al teatro Fraschini di Pavia e al Piccolo Teatro di Milano, con l’orchestra sinfonica dei Pomeriggi Musicali diretti da Marcello Panni. O "Música acontecimentos do século XX, Bauhaus e da Música" concertos com "Die Sieben Todsünden" teatro FRASCHINI de Pavia e do Piccolo Teatro di Milano, com a Orquestra Sinfônica de tardes Musical dirigida por Marcello Panni. Esce il nuovo CD del violinista Gidon Kremer con le musiche di Piazzola, dove Milva interpreta 2 canzoni. O novo CD sai do violinista Gidon Kremer com música de Piazzola, onde interpreta canções Milva 2. Ancora trionfi italiani per quattro mesi con “Non sempre splende la luna – Milva canta un nuovo Brecht” (regia di Strehler). Ainda triunfos italianos durante quatro meses com "Nunca a lua brilha - Milva canta um novo Brecht" (dirigido por Strehler). Concerti anche a Barcellona e al Festival del Teatro a Zurigo e successivamente anche al “Primer Festival Internacional de Danza Y Teatro” a Buenos Aires, ai Festival di Salonicco e Sarajevo. Concertos em Barcelona e também no Festival de Teatro em Zurique e mais tarde o "Primer Festival Internacional de Teatro Danza Y, em Buenos Aires, o Festival de Salónica e Sarajevo. Ritorna in Polonia (Cracovia, Chorzov e al festival di Lancut) con “Canzoni tra le due guerre”. Regressar na Polónia (Cracóvia, Chorzov ea Festa Łańcut), com "Canções entre as duas guerras." Per la Germania incide “Mia bella Napoli” con antiche canzoni napoletane. Para a Alemanha afectar "Minha bela Nápoles", com canções antigas napolitano. Sempre con il Piccolo di Milano intraprende un tour in Italia, “Milva, El tango de Astor Piazzolla”, con il quintetto argentino di Daniel Binelli (regia Filippo Crivelli). Com o Piccolo de Milão está fazendo uma turnê na Itália ", Milva, El Tango de Astor Piazzolla", com o quinteto do argentino Daniel Binelli (dirigido por Filippo Crivelli). Concerto anche a Buenos Aires. Concerto em Buenos Aires. Nel ’98 con l’Orchestra di Padova e del Veneto, diretta da D. In'98 com a Orchestra di Padova e del Veneto, dirigida por D. Searcy, tour in Germania e Italia con i tanghi di Piazzolla. Searcy, tour na Alemanha e na Itália com os tangos de Piazzolla. Ripresa di “Milva canta un nuovo Brecht” in Italia, Montevideo, Istanbul e il Cairo, e ripresa di “Milva, El tango de Astor Piazzolla” con tour in Giappone, poi in Grecia, Italia e in autunno per due settimane al Teatro Espace Cardin a Parigi, dove le viene anche assegnato “L’Ordre d’Officier des Arts et des Lettres”. Reinício da "Milva canta um novo Brecht", em Itália, Montevidéu, Istambul e Cairo, ea retomada da "Milva, El Tango de Astor Piazzolla", com passeios no Japão e, em seguida, na Grécia, na Itália e no Outono, durante duas semanas no Teatro Espace Cardin, em Paris, onde ela também é atribuído "L'Ordre des Arts et d'Officier des Lettres". Accompagnata dall’orchestra sinfonica della Magna Grecia, Milva partecipa al Festival della Magna Grecia a Taranto, esibendosi poi in altri festival musicali in Puglia. Acompanhado dall'orchestra Sinfonia Magna Grecia, Milva participar no Festival da Magna Grécia, em Taranto, em seguida, realizando em outros festivais musicais na Puglia. In novembre Milva ritorna a Tokyo, dove si esibisce ne “I sette peccati capitali” in forma di balletto con orchestra sinfonica. Em novembro Milva de volta a Tóquio, onde ele atua em "Os sete pecados capitais", sob a forma de balé com orquestra sinfônica. In dicembre ripresa in Italia di “Milva canta un nuovo Brecht”. Em dezembro, retomado em Itália "Milva canta um novo Brecht". Fine anni ’90 tour tedesco accompagnata dai violinisti dell’ Orchestra della Magna Grecia. Belas 90 anos turístico alemão acompanhado de violinistas da 'Orquestra de Magna Graecia. Con gli stessi elementi, tour in Italia con “I sette peccati capitali”. Pelos mesmos elementos, turnê na Itália com "Os sete pecados capitais." Con l’Orchestra di Padova e del Veneto e con il “Tango Seis” diretta da David Searcy, “Milva, el tango de Astor Piazzola”. Com a Orchestra di Padova e del Veneto e os "Seis Tango" dirigida por David Searcy, "Milva, el tango de Astor Piazzola." A Palermo al Verdura, Milva è protagonista dell’opera di Piazzolla “Maria de Buenos Aires”. Em Palermo os legumes, Milva é o protagonista da obra de Piazzolla "Maria de Buenos Aires". Per la BMG Ariola in Germania incide un nuovo CD “Stark sein”, con cui arriva nelle charts delle radio. Para o BMG Ariola, na Alemanha afecta um novo CD "Stark sein", que vem na rádio gráficos. Con il “Tango Seis” el’orchestra della Magna Grecia concerto con le musiche di Piazzolla a Taranto.Con l’Orchestra Haydn di Bolzano e il “Tango Seis” ei tanghi di Astor Piazzolla, tournée in Italia e Austria. Com o "Tango Seis" el'orchestra da Magna Grécia concerto com música de Piazzolla a Taranto.Con a Orquestra Haydn de Bolzano e os "Seis Tango" e os tangos de Astor Piazzolla, excursionou Itália e Áustria. Nel 2000 con l’Orchestra di Padova e del Veneto, tour in Germania con i tanghi di Astor Piazzolla. Em 2000, com a Orchestra di Padova e del Veneto, com a turnê na Alemanha tangos de Astor Piazzolla. Per il centenario della nascita ei 50anni dalla morte di Kurt Weill, Milva è invitata a cantare “I sette peccati capitali” in varie città, tra cui Dessau, città natale di Weill; successivamente è all’Opera di Nizza, a Chemnitz ea Varsavia. Para o centenário do nascimento e da morte de 50Years por Kurt Weill, Milva é convidada a cantar "Os sete pecados capitais" em diversas cidades, incluindo Dessau, local de nascimento de Weill, e depois em Nice, em Chemnitz e Varsóvia. Concerti con l’Orchestra Milano Classica (i Lied di Bach) el’Orchestra Sinfonica Abruzzese (al Santuario di Pompei). Concertos com a Orquestra Clássica Milano (i Lied Bach) el'Orchestra sinfónica Abruzzese (no Santuário de Pompeia). Diciassettesimo tour in Giappone. Décimo sétimo tour no Japão. Vari concerti in Europa (Marocco, Tel Aviv), in Sud America con l’Orchestra di Padova e del Veneto (“Milva, El tango de Astor Piazzolla”). Vários concertos na Europa (Marrocos, Tel Aviv), na América do Sul com a Orchestra di Padova e del Veneto ( "Milva, El tango de Astor Piazzolla). L’anno seguente al Teatro Comunale di Bolzano Milva ottiene un grande successo di pubblico e di critica con il ruolo di Maria nell’operita “Maria de Buenos Aires” di Piazzolla / Ferrer. No ano seguinte, o Teatro Comunale di Bolzano Milva alcançado um grande sucesso com o público e os críticos com o papel de Maria em "Maria de Buenos Aires", de Piazzolla / Ferrer. Per la Else Lasker-Schüler Gesellschaft si esibisce a Gerusalemme con le poesie di Else Lasker-Schüler e le canzoni di Brecht. Para Else Lasker-Schüler Gesellschaft realiza em Jerusalém com os poemas de Else Lasker-Schüler e as canções de Brecht. Ripresa dello spettacolo “Milva canta Brecht” in Polonia e varie città tedesche e italiane. Reabertura do espetáculo "Milva canta Brecht" na Polônia e várias cidades alemãs e italianas.
A Mannheim le viene assegnato il premio “Rainbow Award” come “migliore voce femminile del 2000” Con l’orchestra Haydn di Bolzano Milva incide il CD “La chanson française” con canzoni d’autore in lingua francese; concerti con lo stesso repertorio. Um Mannheim está a ser premiado com o prémio "Rainbow Award como melhor voz feminina de 2000" Com a Orquestra Haydn de Bolzano Milva afetar o CD "La chanson française", com canções em francês autor; concertos com o mesmo repertório. Partecipa ad un film per la UFA “Liebesau” (regia Wolfgang Panzer, libro di Peter Steinbach (“Heimat” – “Patria”; “Herbstmilch). Participa de um filme para UFA "Liebesau" (dirigido por Wolfgang Panzer, livro de Peter Steinbach ( "Heimat" - "Pátria", "Herbstmilch).
In Germania esce un nuovo CD, “Artisti”. Na Alemanha, surge um novo CD, "Artista". In novembre Milva è l’interprete principale, nel ruolo di Capitan Uncino accanto a Davide Riondino (Peter Pan), della nuova opera “Peter Uncino” con le musiche di Marco Tutino e il testo di M. Em novembro Milva é o principal ator no papel de Capitão Gancho Riondino juntamente com David (Peter Pan), a nova ópera "Pedro Gancho", com música de Marco Tutino eo texto da M. Serra, al Teatro Filarmonico per l’Arena di Verona e al Teatro Gustavo Modena a Genova. Serra, a Filarmônica de Teatro de Arena di Verona e do Teatro Gustavo Modena, em Génova. La regia è di Giorgio Gallione. O diretor é George Gallion. Nel 2002 il tour “Gestern und heute” in Germania con l’orchestra sinfonica di Padova e del Veneto. Em 2002, a turnê "Gestern und heute" na Alemanha com a Orquestra Sinfônica di Padova e del Veneto. Ne segue il tour della “tango-operita” “Maria de Buenos Aires” di Piazzolla e Ferrer in Germania, e successivamente tournée in Giappone, sempre con “Maria de Buenos Aires”, regia di Ida Kuniaki. Daí decorre o passeio da "ópera-tango" Maria de Buenos Aires ", de Piazzolla e Ferrer na Alemanha e, mais tarde, excursionou no Japão, de novo com" Maria de Buenos Aires ", dirigida por Kuniaki Ida. In autunno Milva è impegnata per due mesi all’Opera di Amburgo con “La Vera Storia” di Luciano Berio (musica) e Italo Calvino (testo). No Outono Milva é cometido por dois meses em Hamburgo com o "The True Story", de Luciano Berio (música) e Italo Calvino (texto). In dicembre ripresa di “Capitan Uncino”che continuerà anche nel 2003. Em dezembro de reatamento do "Capitão Gancho", que irá prosseguir em 2003. Sempre in Italia ne segue una nuova messinscena di “Maria de Buenos Aires” di Piazzolla/Ferrer. Também em Itália segue uma nova encenação de "Maria de Buenos Aires", de Piazzolla / Ferrer. Numerosi concerti in Italia e all’estero con “La chanson francaise” e il repertorio piazzolliano. Numerosos concertos em Itália e no estrangeiro com "La chanson française" e do repertório Piazzolla. Nel 2004 tour in Israele con la “Kibbutz Symphony Orchestra” e la “Chanson française”. Em 2004 a turnê em Israel com o "Kibutz Orquestra Sinfônica" e "chanson française". Dopo 11 anni di assenza dal mercato discografico italiano esce il cd “Milva canta Merini” (con poesie di Alda Merini musicate da Giovanni Nuti). Após 11 anos de ausência do mercado italiano deixa o disco chamado "Milva canta Merino" (Alda de poemas com música de João Merino NUTI). Ad Atende al Teatro Herode Atticus Milva partecipa nell’opera “Kallipateira” (e concerto per la pace) scritta da Tonios Pashalis. Para atende a Atticus Teatro HERODE Milva participa em "Kallipateira" (e concerto para a paz) escrito por Tonios Pashalis. Lunga tournèe di 22 concerti in Germania, dove presenta “Milva canta Merini”, con grande trionfo di pubblico e di critica. Longa turnê de 22 concertos na Alemanha, onde apresenta "Milva canta Merino", com um grande triunfo do público e críticos. In Spagna ritorna dopo quasi 40 anni, esibendosi tra l’altro al Palau de la Musica di Barcellona. Em Espanha, retorna após quase 40 anos, desempenhando, nomeadamente, o Palau de la Musica, em Barcelona. Esce sul mercato tedesco il DVD “Artisti”. Sair no mercado alemão, o DVD "Artista". Nel mese di ottobre è invitata dal Comune di Milano per esibirsi alla Rainbow Room del Rockefeller Plaza per i festeggiamenti del Columbus Day a New York. No mês de outubro é convidada pela cidade de Milão para realizar, no Rainbow Room do Rockefeller Plaza para a comemoração do Dia de Colombo, em Nova York. Per il 50° anniversario della morte di Brecht, Milva ritorna al Piccolo Teatro Strehler dove si esibisce per una settimana con il tutto esaurito con un nuovo recital brechtiano “Milva canta Brecht”, (regia Cristina Pezzoli). Para o 50 º aniversário da morte de Brecht, Milva volta ao Piccolo Teatro Strehler onde ele atua de uma semana com sobrecarregados com um novo considerando brechtiano "Milva canta Brecht" (dirigido por Cristina Pezzoli). Nel 2006 a coronamento di queste rappresentazioni il Presidente della Repubblica Federale di Germania, Horst Köhler, conferisce a Milva l’Onorificienza di Ufficiale dell’Ordine al Merito di Prima Classe della Repubblica Federale di Germania. Em 2006, um ponto culminante destas representações, o Presidente da República Federal da Alemanha, Horst Köhler, confere Milva o Onorificienza Oficial da Ordem do Mérito de Primeira Classe da República Federal da Alemanha. Segue un tour in Giappone, insieme al tenore John Ken Nuzzo, e tour in Italia e Spagna con “Milva canta Brecht”. Na sequência de uma tour no Japão, juntamente com os tenor John Ken Nuzzo, e passeios em Itália e Espanha com "Milva canta Brecht."

2007 - Milva sarà co-protagonista nel melodramma “La variante di Lüneburg” tratto dal libro di Paolo Maurensig, con prima assoluta al Teatro Verdi di Gorizia. 2007 - Milva será co-protagonista no melodrama "A variante de Lüneburg" a partir do livro de Paul Maurensig, com estréia no Teatro Verdi em Gorizia. Riprenderà la tournee organizzata dal Piccolo Teatro con “Milva canta Brecht”, che interromperà per partecipare per la 15esima volta al Festival di Sanremo, con “The show must go on” (musica e testo di Giorgio Faletti). Retomar o passeio organizado pelo Piccolo Teatro com "Milva canta Brecht", que irá participar durante o tempo 15esima no Festival de San Remo, com "O show tem que continuar" (música e letra Giorgio Faletti). Contemporaneamente uscirà il suo nuovo cd con musiche e testi di Faletti. Liberados simultaneamente o seu novo CD com músicas e letras Faletti.
Il 5 marzo prossimo riprenderà “Milva canta Brecht” al Teatro Quirino di Roma, dove sarà in cartellone per 2 settimane. Em 5 de março serão retomados na próxima "Milva canta Brecht", no Teatro Quirino, em Roma, onde o painel será em durante 2 semanas.



marinero



Weitergehen




Hurrà wir leben noch


Nenhum comentário:

Conquiste a Paz

Photobucket

Deficiência

Deficiência
Deficiente é aquele que não consegue modificar a vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

Células Tronco

Células Tronco

NOBREZA

NOBREZA

LIBERDADE

LIBERDADE
Porque a liberdade tem que ser uma conquista individual para depois se tornar um enorme plural...

LUNNA

LUNNA
UNA BELLISSIMA LUNA PIENA

Limitação

Limitação
Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: Quero é uma verdade inventada. Clarice Lispecto

OSHO

OSHO
"Cada um é único e incomparável. Você é apenas você mesmo: ninguém nunca foi como você e ninguém nunca será como você. E você também não precisa ser nenhum outro." OSHO

Como uma borboleta

Como uma borboleta
Mas o que realmente era preciso era pensamento positivo. Que poderia ser livre, bem aceita, e voar leve, por onde desejasse. Que pensasse em ser borboleta o tempo todo e tudo poderia ir mudando, até que, mais rápido do que ela imaginasse, ela sairia do casulo, como uma borboleta.

AMOR

AMOR
O ódio revela muita coisa que permanece oculta ao amor. Lembra-te disso e não desprezes a censura dos inimigos.

COLO DE MÃE É UMA DELICIA!

COLO DE MÃE É UMA DELICIA!

PRECE A MÃE TERRA

PRECE A MÃE TERRA
foto

Secret

Secret

Relogio

relojes web gratis

clima

pais on line