Quem sou eu

Minha foto
PARÁ DE MINAS, MINAS GERAIS, Brazil
Muitas qualidades, muitos defeitos, mas é no equilíbrio que se leva a vida em frente. Desistir nunca, o ceú é o limite, e mesmo depois temos o espaço.

ARQUIVO DO BLOG

Mais Você-Ana Maria

Mais Você-Ana Maria

N.E.O.Q.E.A.V

N.E.O.Q.E.A.V
NUNCA ESQUEÇA O QUANTO EU AMO VOCE


MINHA MÃE ENIA

ENIA MELGAÇO

ENIA MELGAÇO

MÂE ,VOCÊ É UNICA PESSOA NO MUNDO QUE MERECE ESTA HOMENAGEM...

Toda e qualquer injustiça, revida com genuíno amor.Renuncia-se a si própria, não se importa com a dor.Quando ela se ajoelha, para pedir por um filho.Mobiliza o céu inteiro, que pára ante seu clamor.Oração de mãe Deus ouve, reconhece tal sentimento.Só ao Seu amor se compara tamanho desprendimento.Na vida dos filhos é benção, e do céu, a dádiva maior.Abre mão de seus anseios, jamais espera louvor.Do amor que lhes dedica nunca lhes imputa débitoVibra com suas vitórias, esquece o próprio mérito.Essa doce fera vive pra proteger sua prole.E se um deles se ferir, não há o que a console.Amor de mãe é pra sempre, como o amor de Deus.Com a força de uma leoa, ela defende os seus.Mesmo com a própria vida, disso não abre mão.Amor que nos impulsiona e acalanta o coração.


UM BEIJO CARINHOSO DE SUA FILHA
ZANZA

MÃE

MÃE
Mãe: palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria. Ser mãe não é só dar a luz e sim, participar da vida dos seus frutos gerados ou criados. Obrigado por termos você

MINHA ETERNA PAIXÃO

MINHA ETERNA PAIXÃO

QUEM TE ENSINOU A NADAR?

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

A Vida vista pelo (Adorável) Vagabundo


A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso. Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade. Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?

Charles Chaplin,

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

O PODER DA LÍNGUA


Conta-se que certa vez um mercador grego, rico, ofereceu um banquete com comidas especiais.
Chamou seu escravo e ordenou-lhe que fosse ao mercado comprar a melhor O escravo retornou com belo prato.
O mercador removeu o pano e assustado disse: - Língua ?!! Este é o prato mais delicioso?
O escravo, sem levantar a cabeça, respondeu:
- A língua é o prato mais delicioso, sim senhor. É Com a língua que pedimos água... Iguaria... dizemos mamãe, fazemos amigos, perdoamos. Com a língua reunimos pessoas, dizemos meu Deus, oramos, cantamos, dizemos eu te amo...
O mercador, não muito convencido, quis testar a sabedoria de seu escravo, e o mandou de volta ao mercado, desta vez para trazer o pior alimento.
O escravo voltou com um lindo prato, coberto por fino tecido. O mercador, ansioso, retirou o pano para conhecer o pior alimento.
-Língua, outra vez? Disse, espantado. -Sim, língua, respondeu o escravo. É Com a língua que condenamos, separamos, provocamos intrigas e ciúmes, blasfemamos. É Com ela que expulsamos, isolamos, enganamos nosso irmão, xingamos pai e mãe...
Não há nada pior que a língua; não há nada melhor que a língua. Depende do modo que a usamos. Muitos males têm sido causados por uma só palavra ou frase proferida. Diz um ditado que falar é prata, calar é ouro.
Palavras ferem, matam, magoam, semeiam dúvidas, fazem pecar, geram ódio... e muitas vezes quem diz o que quer, ouve o que não quer.
Uma palavra, uma frase, podem doer mais que a dor física. A dor física pode cessar com um medicamento, mas a dor provocada por uma palavra ou frase, muitas vezes nem o tempo apaga, e, quando apagada, costuma deixar cicatrizes.
O pecado da língua é tão sério que ocupa todo o capítulo 3 e parte do capítulo 4 da epístola de Tiago, no Novo Testamento. A Bíblia nos ensina que "os lábios do justo apascentam a muitos, mas por falta de senso, morrem os tolos"
Jesus, censurando os fariseus, disse-lhes que "a boca fala do que está cheio o coração.
"Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar." (Is. 48:17).




sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Nossa cidade, feliz, agradece a homenagem.

São Clemente 2009








G.R.E.S. São Clemente - Samba-enredo 2009
Rodrigo Índio, Alexandre Araújo, Fábio Rossi, Rodrigo Telles, Armando Daltro

O menino fugiu pra ser artista
Voou pro mundo como faz um trapezista
Vendia o pão de cada dia pra sonhar
O palco é o seu lugar
Um dia o destino traçou
O céu de lona a brilhar,
A cara pintada de branco
E o coração colorido de amor
Da realidade fez palhaçada
Talento não tem raça nem cor
Encanto e sorrisos por onde passava
Aplausos... O show começou!

"Domo-a-dor" com esperança... Um lutador
Tem magia na cartola... Tem sim senhor!
(bis)
Dou cambalhota, sou um rei no picadeiro
Na corda bamba se equilibra o brasileiro

Segue a caravana pela história
Viu a liberdade de uma raça ser prisão
A Monarquia caiu, o marechal coroou
A obra do palhaço trovador
"Beija-a-mim", circo teatro que "com-graça"
Apoteose te abraça
Tira a máscara e revela
Veja que é preta e amarela
As cores de um grande amor

Lá vem São Clemente, desponta a guerreira
Moleca, faceira, que me faz feliz
(bis)
Eu trago no peito paixão verdadeira
Meu beijo moleque não é brincadeira

HOMENAGEM AO PRIMEIRO PALHAÇO NEGRO DO BRASIL:
BENJAMIM DE OLIVEURA - NATURAL DE PARÁ DE MINAS-MG

De onde é este palhaço: Pará de Minas - MG

Benjamin de Oliveira, “o palhaço negro”, cantor, compositor, autor e ator. Nasceu em 1870, em Pará de Minas, Minas Gerais, Brasil. Nasceu, mas era filho de mãe escrava. Sua infância foi cheia de privações: “muitas vezes” - conta em suas memórias - “passávamos dias e dias comendo abóbora e fubá”. Fugiu da fazendo onde morava ainda criança; fugiu para uma vida de aventuras e desventuras, permeada de fatos inusitados, como quando, ainda criança, um grupo de ciganos tentou vendê-lo como escravo; a filha de um dos ciganos, que era sua amiga, no entanto, denunciou o plano de seus parentes e, num aviso combinado entre os dois, Benjamim conseguiu escapar enquanto o grupo dormia. Anos depois, já dentro do mundo do circo, o “negrinho” era pau pra toda obra: cuidava dos animais, limpava a lona, etc. Até que um dia...

O palhaço do circo fica doente! Reunidos em volta da mesa, o dono do circo e os artistas discutem quem assumirá a importante tarefa de fazer rir ao público. Alguns, com medo de serem escolhidos, pedem demissão; outros, inventam desculpas para não carregar tal e pesado fardo; Albano, um dos donos do circo, por fim, declara: “já sei! O moleque Benjamim vai ser o palhaço!” Benjamim não estava sentado na mesa, como negro e serviçal naquela época, ele estava sentado no chão, ali por perto, sem prestar muita atenção. Ao ouvir as palavras de Albano, Benjamim tremeu, mas foi aí que sua história mudou.

Pela primeira vez foi ao picadeiro como palhaço, e pela primeira vez recebeu enorme vaia do público. Mas Benjamim já havia passado por provações maiores. Continuou atuando e sendo vaiado, palhaço sem graça, até que um dia jogaram-lhe, no picadeiro, uma coroa de capim. Com presença de espírito, ele disse: “Se a Jesus lhe deram uma coroa de espinhos, porque não devo aceitar uma de capim?” E, dizendo isso, colocou a coroa de capim sobre sua cabeça. O público aplaudiu. A fama de Benjamim foi aumentando, tranformando-se num dos mais importantes palhaços de nossa história: é considerado o criador do circo-teatro no Brasil e, quem sabe, no mundo. Quando o circo a perder seu público, a princípios do século XX, Benjamin introduziu, no espetáculo circense, pequenas comédias que ele mesmo escrevia, adaptadas, muitas das vezes, de obras clássicas.

Benjamim precedeu, no picadeiro, aos grandes nomes que vieram depois sem, no entanto, tirar-lhe o privilegiado lugar que ocupou, principalmente pela energia de suas atuações. Palhaço perfeito, na primeira parte do espetáculo - a parte circense pura - e grande ator e galã na segunda parte, o momento das comédias encenadas. Ele não foi só um “tony” genial, mas frequentemente “clown”, porque, indiferentemente, agradava numa ou noutra função. Ele foi além, foi um inventor, um socorrista, um homem capaz de improvisar sobre a própria desgraça e inovador.

Benjamim foi daqueles palhaços que tinham, nos cartazes, seu nome estampado em letras mais vistosas do que o próprio nome dos circos nos quais trabalhava.

É considerado o “rei dos palhaços”, por muitos palhaços brasileiros; no entanto, morreu no dia 03 de maio de 1954, quase na miséria.

Benjamin de Oliveira será tema do desfile da São Clemente

Escola de samba presta homenagem ao primeiro palhaço negro do país

Benjamim de Oliveira, nascido em Pará de Minas, será tema do desfile da São Clemente na Marquês de Sapucaí

Minas vai estar representada na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, neste carnaval. Um artista nascido em Pará de Minas, no centro-oeste do estado, será tema do desfile da escola de samba São Clemente. Benjamim de Oliveira morreu em 1954 e foi o primeiro palhaço negro do Brasil.

A escola de samba São Clemente, que é do grupo de acesso, vai desfilar no sábado de carnaval. O tema do desfile será Beijo Moleque.





Teste de racismo com crianças.

Anúncio Francês da AIDS

Aúncio Jontex / Skol Carnaval 2009

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

É preciso


É preciso
É preciso carinho pra cuidar do afeto.
É preciso telhado pra ter um teto.
É preciso o simples pra entender o complexo.

É preciso um olhar pra se revelar.
É preciso zelar para desfrutar.
É preciso mais de um para somar.

É preciso água para germinar.
É preciso fracassar para um dia ganhar.
É preciso simplificar ao invés de complicar.

É preciso se entregar para realmente amar.
É preciso compreender para não julgar.
É preciso fé para alcançar.

É preciso braço pra abraçar.
É preciso mão pra segurar.
É preciso verdade para confiar.

É preciso gentileza pra cultivar beleza.
É preciso natureza pra construir represas.
É preciso destreza pra evitar tristeza.

É preciso viver para colher.
É preciso entender para compreender.
É preciso não ter olhos pra realmente ver.

Lica Verissimo

Os buracos não deixam de existir...


Os buracos não deixam de existir...
Por Rosana Braga
Se pensarmos na vida como um longo caminho, podemos fazer analogias interessantes, a começar pelos tão comentados obstáculos que temos de aprender a ultrapassar ao longo dos anos...

Uns maiores, outros menores, cada qual traz consigo seu nível de dificuldade, suas conseqüentes dores e seus preciosos aprendizados. Mas hoje quero falar, sobretudo, dos buracos. Alguns rasos, outros nem tanto. E existem também aqueles que, de tão profundos, quando caímos neles costumamos usar a expressão "cheguei ao fundo do poço!".

É claro que ninguém gosta de cair em buracos. Por menores e mais rasos que sejam, no mínimo nos desestruturam e nos fazem perder o "rebolado". Mas o fato é que eles fazem parte de todos os caminhos, de todas as pessoas, sem exceção, embora sejam sempre únicos.

O problema é quando alguém busca conhecimento, estuda e se sente tão crescido que passa a acreditar que isso é o suficiente para eliminar os buracos de seu caminho, para fazer com que eles simplesmente não existam mais. Iludido e enganado por si mesmo, ao se deparar com um, vai ter de lidar ainda com a decepção, a frustração e a sensação de que toda busca não valeu de nada!

Não caia nesta armadilha! Saiba de antemão que os buracos vão existir pra sempre. A diferença entre quem está consciente de si e de seu caminho e quem não está, é que o primeiro vai saber evitar o tombo desviando a tempo do buraco ou, pelo menos, levantar, sair dele e seguir em frente mais rapidamente e, tomara, menos machucado.

E tem mais: podemos perceber, com a repetição de nossas quedas, que muitos dos buracos de nossos caminhos são incrivelmente parecidos, justamente porque a função deles é nos ensinar a mais difícil de todas as lições.

Portanto, se sua lição mais difícil é aprender a ser menos teimoso, ou menos ansioso, ou menos inseguro, ou menos desconfiado, note bem: toda vez que você se distrai ou acelera o passo mais do que deveria, cai num buraco em que parece já ter caído inúmeras vezes antes.

Não é o mesmo! É outro! É novo! Ele se repete à frente para que você acorde e, a cada queda, consiga levantar com mais habilidade, e seguir em frente não reclamando e se lamentando por ter caído mais uma vez; não se criticando e se culpando por ter sido estúpido novamente. Não! Não há nenhuma estupidez na repetição do aprendizado, mas sim vivência, privilégio e sabedoria!

Assim, se você está agora no chão, se acabou de cair num buraco do seu caminho, não se sinta uma vítima e sim um escolhido pelo Universo para se tornar mais forte e mais preparado. Erga-se, mesmo doendo. Saia do buraco, mesmo chorando. E dê um passo à frente, e depois outro e outro, com a certeza de que pode ir bem mais longe...

Outros buracos virão. Novas cicatrizes ficarão cravadas em sua alma. E tudo isso será a prova de que você não veio como espectador e nem como coadjuvante de sua história. Você veio como protagonista e vai chegar até o fim com a dignidade de quem não apenas cumpriu o seu destino, mas o esculpiu com coragem, fé e atitude!

Rosana Braga

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

REPENSANDO A VIDA



Que vantagem que levo em:
Ficar pensando na criança que já fui? Quero ser criança AGORA!
Prender-me à adolescência que perdi?
Eu posso ser jovem AGORA!
Chorar as escolas que deixei?
Tenho chance de aprender AGORA!
Lamentar oportunidades de trabalho que não vi?
Eu posso realizar AGORA!
Ressentir-me de amigos que me desapontaram?
Escolho ter novos amigos AGORA!
Frustrar-me por diversões que não tive?
A vida pode divertir-me AGORA!
Desiludir-me com amores que se foram?
Mereço ser amado AGORA!
Fechar-me porque sofri decepções?
Ouso ser confiante AGORA!
Sofrer por sonhos não realizados?
Estabeleço novas metas AGORA!
Desacreditar da felicidade porque já sofri?
Ela está ao meu alcance AGORA!
Prender-me ao passado que ficou lá atrás?
Vivo meu presente AGORA!
Preocupar-me com o futuro que não posso controlar?
Deixo-o nas mãos de Deus AGORA!
O momento presente é tudo que tenho.
Eu decido:
FAZER E SER O MELHOR AGORA!

Autor Desconhecido

domingo, 15 de fevereiro de 2009

A coisa mais linda do mundo


A mais bela de todas as coisas… Perhaps love…

O dia mais belo Hoje

A coisa mais fácil Errar

O maior erro A inveja

O maior obstáculo O medo

A distração mais proveitosa O trabalho

A raiz de todos os males O egoísmo

Os melhores professores As crianças

A pior derrota O desânimo

O melhor remédio O otimismo

O pior defeito O mau humor

A verdadeira alegria Ser útil aos outros

A pessoa mais perigosa A dissimulada

A proteção efetiva O sorriso

O pior sentimento O rancor

O presente mais belo O perdão

A sensação mais agradável A paz interior

A rota mais acertada O caminho do meio

As pessoas mais necessárias Os pais

O mais imprescindível O lar

A força mais potente do mundo A fé

A mais bela de todas as coisas? O amor

A inteligência sem amor te faz prepotente. A humildade sem amor te faz hipócrita. A pobreza sem amor te faz orgulhoso. A justiça sem amor te faz implacável. A autoridade sem amor te faz tirano. O trabalho sem amor te faz escravo. A docilidade sem amor te faz servil. O êxito sem amor te faz arrogante. A política sem amor te faz egoísta. A riqueza sem amor te faz ávaro. A oração sem amor te faz falso. A lei sem amor te faz perverso. A beleza sem amor te faz fútil. A fé sem amor te faz fanático. A cruz sem amor se converte em tortura. A vida sem amor, não tem sentido... Formatação original karinizumi@yahoo.com.br Recomposição W. Colocero Música de fundo “Perhaps love”




Aprendendo a viver


Aprendi que se aprende errando.
Que crescer não significa fazer aniversário.
Que o silêncio é a melhor resposta,
quando se ouve uma bobagem.
Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro.
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos.
Que os verdadeiros amigos sempre
ficam com você até o fim.
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face.
Que não se espera a felicidade chegar,
mas se procura por ela.
Que quando penso saber de tudo
ainda não aprendi nada.
Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida.
Que amar significa se dar por inteiro.
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos.
Que se pode conversar com estrelas.
Que se pode confessar com a Lua.
Que se pode viajar além do infinito.
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde.
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso.
Que se deve ser criança a vida toda.
Que nosso ser é livre.
Que Deus não proíbe nada em nome do amor.
Que o julgamento alheio não é importante.
Que o que realmente importa é a Paz interior.
Não podemos viver apenas para nós mesmos.
Mil fibras nos conectam com outras pessoas;
e por essas fibras
nossas ações vão como causas
e voltam pra nós como efeitos.

Herman Melville

Ibiza Cafe Del Mar





cafedelmar
Estilo: Alternativo
Participante desde: 12 de junho de 2006
Último acesso: 1 mês atrás
Inscritos: 927
Exibições do canal: 152864Music Videos from the world famous Café del Mar Music Label.
Enjoy the music and the amazing sunsets from Café del Mar Ibiza and its franchises from all over the world.
Café del Mar was opened on the island of Ibiza in 1980.
A new music was created for the Sunsets: the CHILL-OUT Music. It was this music and the sunset which gave fame and a different renown to this magic place.
The record company "Café del Mar Music" was set up in 1998 and in June 2000, the company IBIZA MUSIC & CLOTHES was established to distribute Café del Mar's CDs and apparel worldwide.


Gravadora: Café del Mar Music
Tipo de gravadora: Independente
Soa como: Café del Mar creates its own unique style, the well so-known Chill-Out music and later worldwide recognised as the Café del Mar Sound.
Cidade: San Antonio
Cidade natal: Ibiza
País: Espanha

café del mar



Vida diaria / Cafe del Mar - Chillout song



Chill Out - Café del Mar Vol.7




Ibiza Sunset at Cafe Del Mar 2004




http://www.youtube.com/watch?v=8PWX3bY97Ps

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Pelos Canais de Veneza com Emma Shapplin

Buddha-బార్ Paris

Aux Champs-Elysees

Paris "Aux Champs Elysées"

Charles Aznavour - La Boeme - Paris ne nuit

Louis Vuitton Core Values [where will life take you?]

Cachoeiras Do Mundo


Obras da Natureza, como as grandes cachoeiras, na sua beleza, magnitude e força, nos leva à meditação sobre nossas vidas, nossos destinos, razão de estarmos e vivermos neste Planeta. Temos uma consciência; não há qualquer dúvida. Mas cada uma dessas consciências terá a sua missão ? Roberto Shinyashiki apresenta-nos um texto com muita sabedoria sobre esse tema. A beleza das cachoeiras e o fundo musical de Ernesto Cortazar criam ambiente propício à meditação sobre o texto. Senão vejamos.... J. MEIRELLES
Freqüentemente, eu me pergunto: “O que cada um de nós está fazendo neste planeta?”
Chutes Burney, Californie, USA Se a vida for somente tentar aproveitar o máximo possível as horas e minutos, esse filme é bobo.
Tenho certeza de que existe um sentido melhor em tudo o que vivemos.
Chutes Blue Nile, Éthiopie Para mim, nossa vinda ao planeta Terra tem basicamente dois motivos: evoluir espiritualmente e aprender a amar melhor.
Chutes Burgess Falls, Tennessee, USA Todos os nossos bens na verdade não são nossos. Somos apenas as nossas almas.
Chutes Burgess Falls, Tennessee, USA E devemos aproveitar todas as oportunidades que a vida nos dá para nos aprimorarmos como pessoas.
Chutes Burney, Californie, USA Portanto, lembre sempre que os seus fracassos são sempre os melhores professores e é nos momentos difíceis que as pes- soas precisam encontrar uma razão para continuar em frente.
Forêt nationale Umpqua , Oregon, USA As nossas ações, especialmente quando temos de nos superar, fazem de nós pessoas melhores.
Chutes Cathédrale, Virginie, USA A nossa capacidade de resistir às tentações, aos desânimos para continuar o caminho é que nos torna pessoas especiais.
Chutes rivière Columbia, Orégon, USA Ninguém veio a essa vida com a missão de juntar dinheiro e comer do bom e do melhor.
Sawtooth, Idaho, USA Ganhar dinheiro e alimentar-se faz parte da vida, mas não pode ser a razão da vida.
Chutes Havasu, Grand Canyon, Arizona, USA Tenho certeza de que pessoas como Martin Luther King, Mahatma Ghandi, Nelson Mandela, Madre Tereza de Calcutá, Irmã Dulce, Betinho e tantas outras anônimas, que lutaram e lutam para melhorar a vida dos mais fracos e dos mais pobres, não estavam motivadas pela idéia de ganhar dinheiro.
Chutes El Nicho, Sierra de Trinidad, Cuba O que move essas pessoas generosas a trabalhar diariamente, a não desistir nunca?
Chutes les 4 Cascades, Jamaique A resposta é uma só: a consciência de sua missão nesta vida.
Chutes Golden, Iceland Quando você tem a consciência de que através do seu trabalho você está realizando sua missão, você desenvolve uma força ex- tra, capaz de levá-lo ao cume da montanha mais alta do planeta.
Chutes Iguassu, Brésil Infelizmente, muita gente se perde nesta viagem e distorce o sentido de sua existência pensando que acumular bens materiais é o objetivo da vida.
Chutes Kentucky, Orégon, USA E quando chega no final do caminho percebe que só vai poder levar daqui o bem que fez às pessoas.
Parc Lithia, Orégon, USA Se você tem estado angustiado sem motivo aparente está aí um aviso para parar e refletir sobre o seu estilo de vida.
Chutes Niagara, Ontario, Canada Escute a sua alma: ela tem a orientação sobre qual caminho seguir.
Chutes Russell, Tasmania, Australie Tudo na vida é um convite para o avanço e a conquista de valores na harmonia e na glória do bem.
Chutes Tahquamenon, Michigan, USA Tenha um bom dia! Abraço com carinho!
FORMATAÇÃO INICIAL: Roberto Shinnyashiki REFORMATAÇÃO: J. MEIRELLES (celjm@uol.com.br) MÚSICA: Ernesto Cortazar – Autumn Rose TEXTO: : Roberto Shinnyashiki


EU TEMIA


até que aprendí a GOSTAR DE MIM MESMO.

Eu tinha medo de ficar sozinho ...

TEMIA FRACASSAR…

... MAS PERCEBI QUE SÓ FRACASSO SE DESISTIR...

ATÉ QUE EU PERCEBI QUE O QUE CONTA REALMENTE É O QUE EU PENSO DE MIM MESMO...

EU TINHA MEDO DO QUE AS PESSOAS PUDESSEM PENSAR DE MIM ...

...ATÉ QUE PERCEBI QUE DEVO TER FÉ EM MIM MESMO…

EU TEMIA SER REJEITADO…

EU TINHA MEDO DA DOR...

...ATÉ QUE PERCEBI QUE O SOFRIMENTO SÓ ME AJUDA A CRESCER…

.ATÉ DESCOBRIR A FEIURA DA MENTIRA...

EU TEMIA A VERDADE ...

...ATÉ QUE APRENDI QUE A MORTE NÃO É O FIM MAS UM COMEÇO…

EU TEMIA A MORTE...

... ATÉ QUE APRENDIA QUE O ÓDIO É APENAS “IGNORÂNCIA”…

TEMIA O ÓDIO...

...ATÉ QUE APRENDI A RIR DE MIM MESMO…

EU TEMIA O RIDÍCULO...

...ATÉ QUE COMPREENDI QUE GANHO SABEDORIA A CADA DIA…

TEMIA FICAR VELHO...

ATÉ QUE APRENDI QUE NINGUEM CONSEGUE ME FERIR SEM MINHA PERMISSÃO

....

TEMIA SER FERIDO NOS MEUS SENTIMENTOS…Eu tinha medo até ao último ....

...ATÉ QUE ENTENDI A BELEZA DA LUZ DE UMA ESTRELA.

TEMIA A ESCURIDÃO ...

TEMIA MUDANÇAS …

. ATÉ QUE PERCEBI AS MUDANÇAS POR QUE TEM QUE PASSAR UMA BELA BORBOLETA

ANTES DE PODER VOAR

VAMOS ENFRENTAR CADA OBSTÁCULO À MEDIDA QUE APAREÇAM EM NOSSAS VIDAS COM CORAGEM E CONFIANÇA…

HAVERÁ SEMPRE UMA ESPERANÇA A MAIS…

.....E NÃO SE ESQUEÇA QUE NO FINAL...

VIVAMOS NOSSA VIDA

SEM TEMOR

No final sempre está Deus, que te ama. Que Deus te bendiga…

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Princess Diana - Jesus to a Child

Seja Simplesmente Você

Terra de Minas - Serra da Moeda

Ouro Preto

Paraolimpíadas

Pontos Turísticos de Tiradentes - MG

Tiradentes Musical

>

Mensagem a um AMIGO

OH MINAS GERAIS

Happy Ending - Brazilian Portuguese 1989

Vai Tomar no Cu - Original

O Mundo

Animation clip-beautiful-RibA

Os Restos do Amor

ai se sesse

Beco sem saída

Come Together - Sungha Jung

Remédio da vida

Women in Art - Mulheres na arte (pinturas)

Cruzeiro! Tão Combatido Jamais Vencido!!!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Christian Kocher peintures

Morrer é preciso


Nós estamos acostumados a ligar a palavra morte apenas à ausência de vida e isso é um erro. Existem outros tipos de morte. E precisamos morrer todo dia. A morte nada mais é do que uma passagem, uma transformação.

Não existe planta sem a morte da semente, não existe embrião sem a morte do óvulo

e do esperma, não existe borboleta sem a morte da lagarta, isso é óbvio a morte nada mais é que o ponto de partida para o início de algo novo, a fronteira entre o passado e o futuro.

Se você quer ser um bom universitário, mate dentro de você o secundarista aéreo que acha que ainda tem muito tempo pela frente. Quer ser um bom profissional? Então mate dentro de você o universitário descomprometido que acha que a vida se resume a estudar só o suficiente para fazer as provas. Quer ter um bom relacionamento? Então mate dentro de você o jovem inseguro, ciumento, crítico, exigente, imaturo, egoísta ou o solteiro solto que pensa que pode fazer planos sozinho, sem ter que dividir espaços, projeto e tempo com mais ninguém . Quer ter boas amizades? Então mate dentro de si a pessoa insatisfeita e descompromissada, que só pensa em si mesmo. Mate a vontade de tentar manipular as pessoas de acordo com a sua conveniência. Respeite seus amigos, colegas de trabalho e vizinhos, enfim todo processo de evolução exige que matemos o nosso "eu" passado, inferior.

E qual o risco de não agirmos assim?O risco está em tentarmos ser duas pessoas ao mesmo tempo, perdendo o nosso foco, comprometendo essa produtividade, e, por fim prejudicando nosso sucesso. Muitas pessoas não evoluem porque ficam se agarrando ao que eram, não se projetam para o que serão ou desejam ser. Elas querem a nova etapa, sem abrir mão da forma como pensavam ou como agiam.

Acabam se transformando em projetos acabados, híbridos, adultos infantilizados. Podemos até agir, às vezes, como meninos, de tal forma que não mantemos as virtudes de criança, que também são necessários anos, adultos, como: brincadeira, sorriso fácil, vitalidade, criatividade, tolerância, etc.

Mas, se quisermos ser adultos, devemos necessariamente matar atitudes infantis, para passarmos a agir como adultos.

Quer ser alguém (líder, profissional, pai ou mãe, cidadão ou cidadã, amigo ou amiga) melhor e evoluído? Então, o que você precisa matar em si, ainda hoje, é o "egoísmo" é o "egocentrismo", para que nasça o ser que você tanto deseja ser. Pense nisso e morra. Mas, não esqueça de nascer melhor ainda. O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem, por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.

Fernando Pessoa

Menino de Rua- Pepe Moreno

Charles Aznavour



Biografia

Filho de refugiados armênios que fugiram do Genocídio perpetrado pelos Turcos em 1915, CHARLES AZNAVOUR nasceu em Paris em maio de 1924. Seu pai Michá Aznavourian, Armênio nascido na Geórgia, país fronteiriço da Armênia, era filho do cozinheiro do Czar Nicolau II e sua mãe Knar era filha de comerciante residente na Turquia.

Michá, antigo barítono e Knar, comediante, criam os dois filhos, Charles e Aída, numa atmosfera de música e teatro.

Em 1933, Charles entra numa escola de Arte Dramática, e logo em seguida consegue pequenos papéis no teatro e no cinema.

Assim que a França entra na Segunda Guerra Mundial em 1939, Michá se alista como voluntário. A França sendo derrotada, ele volta para casa e ajuda sobremaneira a Resistência Francesa (o maquis).

Charles, por seu turno, trabalha duro para poder despontar, mas é preciso esperar uns quinze anos para saborear o gosto do triunfo. Com efeito, em 1957, o seu nome aparece pela primeira vez no topo do cartaz do Olímpia. A seguir, empreende uma "tournée" ao estrangeiro e em todos os países é acolhido com entusiasmo.

Paralelamente, trabalha em vários filmes de sucesso.

A maioria dos grandes artistas precisaram de empurrãozinho para poder se sobressair e Charles Aznavour nunca negou que este empurrãozinho veio de Edith Piaf.

Charles Aznavour compôs e gravou inúmeras canções assim como:

La Bohême

Que c'est triste Venise

La Mamma

Ils sont tombés

Avec

Comme ils disent etc… etc…

Charles Aznavour atinge o ápice da sua consagração na década de 80, sendo aclamado em todas as partes do mundo: Estados Unidos, Europa, Amériica Latina, África, URSS, Grécia, Turquia, Líbano etc... Porém, com a aparição da canção "Ils sont tombes", ele é proibido de pisar na Turquia e suas canções impedidas de serem interpretadas, pois o Governo Turco não reconhece o Genocídio e o renega.

Em 1988 um terrível tremor de terra assola a Armênia (50.000 mortos). Imediatamente, Charles Aznavour entra de corpo e alma num projeto de ajuda aos necessitados, cria a Fundação "Aznavour para a Armênia", que se encarrega de angariar fundos e enviar roupas e alimentos para os sinistrados. A seguir, conjuntamente com o afamado diretor de cinema Henri Verneuil (Achot Malakian), produz uma curta metragem que reúne mais de noventa artistas do mundo inteiro. Este curta metragem denomina-se "Para ti Armênia" e se vende a mais de um milhão de exemplares.

Considerado um grande benemérito é nomeado Embaixador permanente na Armênia pela UNESCO.

Por fim, é agraciado com o título de "Oficial da Legião de Honra" conferido pelo Presidente da República da França, Jacques Chirac.

Faz cinqüenta anos que Charles Aznavour é considerado como o Grão-Mestre da canção francesa. É um artista completo, consagrado comediante, exímio compositor e ainda, pintor nas horas vagas.

Acaba de participar do filme "ARARAT" do diretor Atom Egoyan.


Charles Aznavour-Hier Encore



Charles Aznavour - Comme ils disent (live)



She - Charles Aznavour - Legendado em Português



She (ELA)

Charles Aznavour

Ela, talvez o rosto que não consigo esquecer
Uma lembrança de prazer e de arrependimento
Talvez meu tesouro ou o preço
Que eu tenho que pagar
Ela, talvez a canção que o verão cante
Talvez o frio que o outono nos traz
Talvez uma centena de coisas diferentes
Dentro da medida do dia

Ela, talvez a bela ou a fera
Talvez a fome ou o banquete
Que pode transformar cada dia num paraíso
Ou num inferno

Ela, talvez o espelho de meu sonho
Um sorriso refletido em um lago
Ela pode ser o que ela pode parecer
Dentro de sua concha

Ela que sempre parece tão feliz na multidão
Cujo olhos podem ser tão particulares e tão orgulhosos
Ninguém pode vê-los
Quando choram

Ela, talvez o amor que não tem esperanças de durar
Pode chegar até a mim por lembranças do passado
Que eu me lembrarei
Até o dia de minha morte

Ela, talvez minha razão de viver
O por que de eu estar vivo
A pessoa que cuidarei nos tempos
e nas horas mais dificieis

Eu, levarei o sorriso dela e suas lágrimas
E farei de todas elas minhas recordações
Pois para onde ela for eu tenho que estar lá
E o significado de minha vida é ela
Ela, ela...

Mulheres PODEROSAS!

Disney

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Hj eu vou mudar!


Hj eu vou mudar!
E p/ñ ficar apenas nas promessas, vou começar pelo mais fácil, vou mudar o caminho, vou andar por novas ruas, ver novas caras, quem sabe, começar uma nova amizade.
Pensando em pequenas mudanças, vou abrir mão de pequenas coisas, coisas q me incomodam e q faço automaticamente, aliás, vou prestar mais atenção nos meus atos, vou ser um observador de mim msm.
Vou vigiar meus passos e tentar cortar aqueles q me levam até a decepção.
Hj eu vou mudar!
Promessa antiga, q me faço sempre q quebro a cara, mas hj, hj eu qro e preciso do novo ou quem sabe, resgatar antigos hábitos saudáveis, como ser feliz c/o q tenho, valorizar as pessoas q gostam de mim como eu sou.
Valorizar a roupa q eu uso, a comida q eu como, a família q eu tenho, o amor q me acompanha, o estudo q eu concluí, a escola q eu freqüento, o emprego q eu tenho.
São tantas coisas e tão pouco tempo p/ver, pouco tempo p/o q é bom e estável,
mto tempo p/o q ainda ñ tenho, mto tempo p/lamentações e dores.
Chega!
Hj eu vou mudar, por isso, começo o dia, c/uma prece sentida, agradecendo
pela oportunidade de ter mais uma chance, de poder desejar e fazer mudanças,
p/fazer em mim, o ser q eu gostaria de ser e ser livre p/dizer q amo a vida, dizer p/cada pessoa q eu conheço, q elas são importantes p/mim e abraçar cada um, como se fosse despedida, sendo apenas mais um dia!
Dia de mudar!

Vanessa S.

Anjos


Eu acredito q existem seres humanos especiais, como anjos terrenos q nos cercam c/luz, força e sabedoria.
São poucos, difíceis de se encontrar e qdo achados, dá vontade de ñ sair de perto, p/sentir a paz q eles transmitem no olhar, p/saber q eles são fontes vivas de energia, p/querer se tornar digno de suas atenções e de seu carinho e p/guardar seus gestos de amizade como jóias inestimáveis.
Eu me considero alguém de sorte.
Nunca achei dinheiro ou algo q eu pudesse vender tão caro.
Mas posso dizer q conheci pessoas especiais, q me são fiéis e q em mim depositam suas alegrias e q me confiam seus sentimentos.
Qdo eu encontro esses "Querubins carnais", eu os agradeço por eles surgirem em minha estrada.
Alguns nem sabem o q são e qto significam p/mim, pois, às vezes, o tempo se encarrega de nos afastar, antes q eu possa falar-lhes da minha admiração.
Mas agora vou dizer a cada um o qto sou devoto de seus encantos, pois a nossa vida ñ espera indecisões p/falarmos o q sentimos.
Vc me passa essa idéia tda de gente iluminada.
Seus olhos, além de terem uma cor diferente, têm um brilho q fala mais forte q qq palavra proferida a seu favor.
Ñ esqueça de ser simplesmente aquilo q vc sente vontade de ser.
Seja um líder ou um eterno aprendiz.
O importante é vc estar em paz e saber passá-la a quem chega ou a quem já saiu de sua vida.
Eu conheço esses anjos humanos pela msma luz dos olhos, pela msma vontade q tenho de ficar perto deles, de sentir suas energias e pelo imediatismo q consigo sentir ao encontrá-los, geralmente nos 1ºs contatos estamos conversando como velhos amigos.
E se, por força do destino, ñ nos encontrarmos ou se amanhã, de repente, ñ estivermos caminhando juntos, lembre-se de sentir assim: candura de outros seres, meiguice contagiante de outras vidas.
Eu acredito q existem seres humanos especiais, como anjos terrenos q nos cercam c/luz, força e sabedoria.
São poucos, difíceis de se encontrar e qdo achados, dá vontade de ñ sair de perto, p/sentir a paz q eles transmitem no olhar, p/saber q eles são fontes vivas de energia, p/querer se tornar digno de suas atenções e de seu carinho e p/guardar seus gestos de amizade como jóias inestimáveis.
Eu me considero alguém de sorte.
Nunca achei dinheiro ou algo q eu pudesse vender tão caro.
Mas posso dizer q conheci pessoas especiais, q me são fiéis e q em mim depositam suas alegrias e q me confiam seus sentimentos.
Qdo eu encontro esses "Querubins carnais", eu os agradeço por eles surgirem em minha estrada.
Alguns nem sabem o q são e qto significam p/mim, pois, às vezes, o tempo se encarrega de nos afastar, antes q eu possa falar-lhes da minha admiração.
Mas agora vou dizer a cada um o qto sou devoto de seus encantos, pois a nossa vida ñ espera indecisões p/falarmos o q sentimos.
Vc me passa essa idéia tda de gente iluminada.
Seus olhos, além de terem uma cor diferente, têm um brilho q fala mais forte q qq palavra proferida a seu favor.
Ñ esqueça de ser simplesmente aquilo q vc sente vontade de ser.
Seja um líder ou um eterno aprendiz.
O importante é vc estar em paz e saber passá-la a quem chega ou a quem já saiu de sua vida.
Eu conheço esses anjos humanos pela msma luz dos olhos, pela msma vontade q tenho de ficar perto deles, de sentir suas energias e pelo imediatismo q consigo sentir ao encontrá-los, geralmente nos 1ºs contatos estamos conversando como velhos amigos.
E se, por força do destino, ñ nos encontrarmos ou se amanhã, de repente, ñ estivermos caminhando juntos, lembre-se de sentir assim: candura de outros seres, meiguice contagiante de outras vidas.
Wal Lucenna

Efêmero!


Se pudéssemos ter consciência do qto nossa vida é efêmera, talvez pensássemos 2 vezes antes de jogar fora as oportunidades q temos de ser e de fazer os outros felizes.
Mtas flores são colhidas cedo demais.
Algumas, msm ainda em botão.
Há sementes q nunca brotam e há aquelas flores q vivem a vida inteira, até q, pétala por pétala, tranqüilas, vividas, se entregam ao vento.
Mas a gente ñ sabe adivinhar.
A gente ñ sabe por qto tempo estará enfeitando esse Éden e tampouco aquelas flores q foram plantadas ao nosso redor.
E descuidamos.
Cuidamos pouco.
De nós, dos outros.
Nos entristecemos por coisas pequenas e perdemos minutos e horas preciosos.
Perdemos dias, às vezes anos.
Nos calamos qdo deveríamos falar; falamos demais qdo deveríamos ficar em silêncio.
Ñ damos o abraço q tanto nossa alma pede, pq algo em nós impede essa aproximação.
Ñ damos um beijo carinhoso, pq ñ estamos acostumados c/isso e ñ dizemos q gostamos, pq achamos q o outro sabe automaticamente o q sentimos.
E passa a noite e chega o dia, o sol nasce e adormece e continuamos os msms, fechados em nós.
Reclamamos do q ñ temos ou achamos q ñ temos suficiente.
Cobramos.
Dos outros.
Da vida.
De nós msms.
Nos consumimos.
Costumamos comparar nossas vidas c/as daqueles q possuem mais q a gente.
E se experimentássemos comparar c/aqueles q possuem menos?
Isso faria uma gde diferença!
E o tempo passa.
Passamos pela vida, ñ vivemos.
Sobrevivemos, pq ñ sabemos fazer outra coisa.
Até q, inesperadamente, acordamos e olhamos p/trás.
E então, nos perguntamos: E agora?
Agora, hj, ainda é tempo de reconstruir alguma coisa, de dar o abraço amigo, de dizer uma palavra carinhosa, de agradecer pelo q temos.
Nunca se é velho demais ou jovem demais p/amar, dizer uma palavra gentil ou fazer um gesto carinhoso.
Ñ olhe p/trás.
O q passou, passou.
O q perdemos, perdemos.
Olhe p/frente!
Ainda é tempo de apreciar as flores q estão inteiras ao nosso redor.
Ainda é tempo de voltar-se p/Deus e agradecer pela vida, q msm efêmera, ainda está em nós.
Pense!
Ñ o perca mais!

Letícia Thompson

Erga-Se!


Sabe aquele momento q a gente pensa q chegou no limite das próprias forças e q ñ vai mais conseguir avançar?
Qdo ñ contemos as lágrimas, e nem devemos, e td parece um gde vazio?
Esse momento q, ñ importa a nossa idade, pensamos q já é o fim e um desânimo enorme toma conta da gente.
Esse momento, ao contrário do q parece, é justamente o ponto de partida!
Se chegamos a um estado em q ñ avançamos mais, é q devemos provavelmente tomar uma outra direção.
Qdo chegamos a esse ponto de tal insatisfação, é sinal de q alguma coisa deve ser feita.
Ñ espere q os outros construam p/vc, planeje e faça!
Vc é responsável pelos próprios sonhos e pela realização destes.
Nas obras da vida, ñ precisamos de arquitetos p/planejar por nós.
C/um pouco de imaginação e um mto de boa vontade, podemos reconstruir sozinhos a casa q vamos morar e o futuro q nos oferecemos.
É humano se sentir fragilizado, às vezes, e msm necessário p/q tenhamos consciência q ñ somos infalíveis, ñ somos super-heróis, mas seria desumano parar por aí. E injusto.
P/os outros, mas principalmente p/consigo msm.
Recomeçar é a palavra!
Recomeçar cada vez, a cada queda, a cada fim de uma estrada!
Insistir!
Se alguém te feriu, cure-se!
Se te derrubaram, levante-se!
Se te odeiam, ame!
Erga-se! Erga a cabeça!
Olhando p/baixo só podemos ver os próprios pés.
É preciso olhar p/frente.
Plante uma árvore, faça um gesto gentil, tenha um atitude positiva.
É sempre possível fazer alguma coisa!
Ñ culpe os outros pelas próprias desilusões, pelos próprios fracassos.
Se somos nossos próprios donos p/as nossas vitórias, pq ñ seríamos p/as nossas derrotas?
Onde errou, ñ erre mais!
Onde caiu, ñ caia mais!
Se vc já passou por determinado caminho, deve ter aprendido a evitar certas
armadilhas.
Então, siga!
Ñ se esqueça de uma gde promessa feita na Bíblia: Esforça-te e eu te ajudarei.
Dê o 1º, depois caminhe!
Tenho certeza q a felicidade ñ mora ao seu lado, nem à sua frente, ela está junto de vc!
Se gradativamente vc chegou ao fundo do poço, gradativamente saia dele! Txt de Letícia Thompson, utilizado em trabalho terapêutico pela Psicóloga Suênia Medeiros.





É o nó na garganta que me engasga,
a cabeça balançando no ritimo "nâo tem jeito"

E tudo que eu posso e quero é Ouvir Estrelas...
Talvez, quando você perder o senso
E me der as palavras, essas que estão vestidas de "xita"
Impregnadas de perfume barato,
Você possa entender o que hoje calei.

Não te queria verso estilizado, nada disso,
Queria apenas o que vai na tua alma,
sem batom ou purpirina...

Deixa pra lá!

Rafaela


Um alguém tão especial quanto você,
merece toda felicidade do mundo!
Sua maneira de ser, suas atitudes,
são suas marcas registradas.
Por isso, e por tantas outras coisas,
é que eu não poderia
jamais esquecer de lhe desejar felicidades!
Continue brilhando,como sempre brilhou,
e assim terá sempre pessoas
declarando carinho e amizade a você.
Eu também quero participar
e lhe homenagear.
E aproveitar para lhe desejar
uma vida cheia de realizações.
E que com sua sabedoria e bondade
continue conquistando as boas amizades.
Você merece!
parabéns,felicidades...

um beijo carinhoso de sua tia zanza

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Amor respeito e liberdade


Aquilo que existe em mim, e faz parte de mim, pode ser transformado.
Aquilo que é do outro, e faz parte do outro, só pode ser transformado pelo outro e será compreendido e aceito por mim, dentro dos meus limites.
Posso falar ao outro como me sinto em relação ao que ele faz ou diz.
Mas não tenho o poder de controlar o que ele faz ou diz.
Não posso afirmar:"aquilo que você fez ou disse, me feriu".
Eu é que me feri com aquilo que o outro fez ou disse.
Sou dono das minhas emoções, sensações e sentimentos.
Sou dono das minhas atitudes, pensamentos e palavras.
Não é coerente dizer que fiz algo com alguém só porque alguém fez outra coisa comigo primeiro.
Agindo assim sou apenas resposta e eco.
É mais valioso optar por agir ao invés de apenas reagir.
É mais sensato perceber que sou senhor das minhas ações, e se faço ou fiz algo sou o grande responsável por isso.
Reconheço que as rédeas do meu destino estão em minhas mãos.
E me recuso a segurar as rédeas do destino do outro.
Busco o amor em sua mais bela expressão.
E por isso abro mão de querer ter o controle sobre a vida do outro.
Quero amar com liberdade.
Quero amar com plenitude.
Quero amar antes de tudo porque é bom amar.

- Aquilo que existe em mim, e faz parte de mim, pode ser transformado.
Aquilo que é do outro, e faz parte do outro, só pode ser transformado pelo outro e será compreendido e aceito por mim, dentro dos meus limites.
Posso falar ao outro como me sinto em relação ao que ele faz ou diz.
Mas não tenho o poder de controlar o que ele faz ou diz.
Não posso afirmar:"aquilo que você fez ou disse, me feriu".
Eu é que me feri com aquilo que o outro fez ou disse.
Sou dono das minhas emoções, sensações e sentimentos.
Sou dono das minhas atitudes, pensamentos e palavras.
Não é coerente dizer que fiz algo com alguém só porque alguém fez outra coisa comigo primeiro.
Agindo assim sou apenas resposta e eco.
É mais valioso optar por agir ao invés de apenas reagir.
É mais sensato perceber que sou senhor das minhas ações, e se faço ou fiz algo sou o grande responsável por isso.
Reconheço que as rédeas do meu destino estão em minhas mãos.
E me recuso a segurar as rédeas do destino do outro.
Busco o amor em sua mais bela expressão.
E por isso abro mão de querer ter o controle sobre a vida do outro.
Quero amar com liberdade.
Quero amar com plenitude.
Quero amar antes de tudo porque é bom amar.

- Kali Mascarenhas

São tão amigos


São tão amigos, que voltam.
São tão fraternos, que se unem.
São tão simples, que cativam.
São tão desprendidos, que doam.
são tão grandes, que se distinguem.
São tão dedicados, que edificam.
São tão preciosos, que se conservam.
São tão irmãos, que partilham.
São tão sábios, que ouvem, iluminam e calam.
São tão raros, que se consagram.
São tão frágeis, que fortalecem.
São tão importantes, que não se esquecem.
São tão fortes, que protegem.
São tão santos, que rezam.
São tão solidários, que esquecem de si mesmos.
São tão felizes, que fazem a festa.
São tão livres, que crêem.
São tão fiéis, que esperam.
São tão unidos, que prosperam.
São tão amigos, que doam a vida.
São tão amigos, que se eternizam...

Amigos são mesmo, para sempre!!!!

Sejas bem vindo!!

Lili Fazanaro

Entre o Ego e a Alma


Enquanto pensamos que a morte é o que mais separa as pessoas, o EGO desde sempre, vem fazendo esse “serviço” muito mais do que ela. Não há nada que vença o EGO em termos de separações! E como é que ele age?

No casamento e nas relações amorosas: em nome da “incompatibilidade de gênios”, homens e mulheres se separam, sem darem chance à flexibilidade que faria com que ambos – de comum acordo – cedessem um pouco. Não! Para o EGO não tem acordo quando se trata de ceder. Seria “rebaixar-se! Ele só entende assim.

Nas amizades: uma atitude ou palavra mal colocada são, muitas vezes, suficientes para que amigos se separem, deixando cair no esquecimento as tantas coisas boas que fizeram brotar uma tão valiosa amizade. Não! O EGO não admite erros nem pedidos de perdão. Seria abrir mão da punição! Ele só entende assim.

Nas famílias: tantos pais, irmãos e filhos se separam, só pela necessidade de impor suas vontades, de ver “quem manda aqui”, quem ganha a condição de dono da última palavra. Na maioria dos casos, numa reunião familiar, e com um pouco de humildade todos saberiam até onde ir e quando parar. Não! O EGO quer deter o poder sobre tudo e sobre todos. Limites seriam um caso de obediência! Ele só entende assim.

Nas carreiras: pessoas escolhem seguir a mesma carreira ou carreiras diferentes, e muitas dessas pessoas gastam a melhor parte da sua vida competindo, vigiando, farejando os passos das outras, dada a precisão de ser “a melhor”. A consciência de que “o sol nasce para todos” faria isso parar. Não! O EGO quer ganhar sempre, custe o que custar. Aceitar vitórias alheias seria fracassar! Ele só entende assim. Em toda situação conflitiva que determina separações o EGO se faz presente e sempre quer ganhar.

É nos carros, em brincadeiras desnecessárias; é no trabalho, em críticas contra colegas; é nas escolas, em exibições de notas; é nas guerras, onde ganhar é questão de vida ou morte; é na vizinhança, em encrencas vulgares, e assim por diante… Infinitamente… Pense em algo similar, não citado aqui, e você notará que nele também está a ditadura do EGO. Basta que o caso lembrado seja capaz de separar pessoas. Não! Não é a morte o que mais promove essas apartações!

É o EGO, o filho predileto do orgulho! Sua ALMA e seu EGO ocupam o mesmo “castelo”. Deixe que sua ALMA seja a rainha vitalícia do lugar! Ela é aquela parte sua que deseja Paz e Reconciliações. O EGO é o mal dentro de você. Dê-lhe um “cala-boca” bem dado. Assim – e só assim – a Vida lhe abrirá as portas da verdadeira e perene Felicidade

Sílvia Schmidt



Entre o Ego e a Alma

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Antonio Sanchez



Biografia

Antonio Sanchez nasceu em 1 novembro 1971. A la edad de 5 anos descubrio una irrepresible atraccion hacia la bateria. Na idade de 5 anos quebrou uma atração irresistível para a bateria. Prontamente comenzo a tomar clases privadas con los mejores maestros que Mexico ofrecia. Logo começou a ter aulas particulares com os melhores professores que o México ofereceu.
Despues de varios anos de estudio comenzo a tocar en una gran variedad de contextos musicales como parte de diversas agrupaciones de la Ciudad de Mexico. Após vários anos de estudo começou a jogar em uma variedade de contextos musicais, como parte de diversos grupos da Cidade do México.

A la edad de 17 anos fue admitido a la Escuela Superior de Musica del Instituto Nacional de Bellas Artes donde estudio la licenciatura en piano clasico y composicion. Na idade de 17 anos foi admitido na Escola Superior de Música do Instituto Nacional de Belas Artes, onde estudou piano clássico em um nível e composição. Ademas de sus estudios instrumentales tambien realizo cursos en armonia clasica, contrapunto, arreglo, conjuntos corales y composicion sin dejar sus practicas exhaustivas de bateria. Além de seus estudos, também, cursos de condução instrumental clássica harmonia, contraponto, arranjo, composição coral e grupos, enquanto as suas práticas abrangente bateria.

En 1993, despues de 4 anos y medio de estudios en la antes citada institucion, le fue otorgada una beca para realizar una licenciatura en Ejecucion de Jazz en el prestigioso "Berklee College of Music" de Boston donde tuvo la oportunidad de estudiar arreglo, improvisacion, composicion, entrenamiento auditivo, solfeo y armonia con un enfoque primordialmente jazzistico. Em 1993, após 4 anos e meio de estudos na instituição acima referida, foi concedida uma bolsa para prosseguir uma licenciatura em Jazz Ejecución a prestigiosa Berklee College of Music em Boston, onde teve a oportunidade de estudar ao abrigo, improvisacion , composição, orelha formação, teoria musical e harmonia com um enfoque principalmente jazz.

Durante su estadia de 4 anos en dicha universidad le fue posible estudiar con excelentes maestros como Kenwood Dennard, Casey Scheurell, Victor Mendoza, John Ramsay, Ed Uribe, Hal Crook y Jamey Haddad entre otros. Antonio siempre hizo un esfuerzo por mantenerse siempre activo en el ambiente musical en Boston mientras terminaba sus estudios musicales en Berklee. Durante a sua estada em que 4 anos de faculdade foi possível estudar com excelentes professores e Kenwood Dennard, Casey Scheurell, Victor Mendoza, John Ramsay, Ed Uribe, Jamey Haddad e Hal Crook, entre outros. Antonio sempre fez um esforço para permanecer sempre na ativa cena musical em Boston enquanto terminando seus estudos musicais na Berklee. Prontamente se convirtio en un solicitado musico de sesion en varios estudios de grabacion del area de Massachusetts donde presto sus servicios musicales a una gran variedad de artistas y productores. Ele logo se tornou um solicitado uma sessão músico em vários estúdios de gravação da área de Massachusetts, onde foi música de serviços a uma grande variedade de artistas e produtores. Tambien tuvo el privilegio de actuar junto a algunos los musicos de jazz mas renombrados de Boston como Gary Burton, Danilo Perez y Mick Goodrick. Tivemos o privilégio de atuar ao lado alguns dos mais renomados músicos jazz em Boston como Gary Burton, Mick Goodrick e Danilo Perez.

Despues de graduarse con honores de Berklee obtuvo una beca para continuar estudios de maestria en Improvisacion de Jazz en el Conservatorio de Nueva Inglaterra.. Depois de formado com honras de Berklee ganhou uma bolsa para prosseguir os estudos no mestrado em Jazz Improvisação no Conservatório da Nova Inglaterra .. Ahi estudio con maestros como Danilo Perez y George Garzone. Há estudos com mestres como o George Garzone e Danilo Perez.

Cuando el prestigioso musico cubano Paquito D'Rivera llamo a Perez para preguntarle sobre alguna recomendacion sobre bateristas para su Orquesta de las Naciones Unidas (originalmente dirigida por Dizzy Gillespie) Antonio fue la primera eleccion que Perez sugirio al senor D'Rivera. Quando o prestigiado músico cubano Paquito D'Rivera Perez chamada para obter informações sobre todas as recomendações para bateristas sobre a Orquestra das Nações Unidas (originalmente liderada por Dizzy Gillespie) Antonio foi a primeira eleição para o governador sugeriu que Perez D'Rivera.

La Orquesta de las Naciones Unidas comenzo una extensa gira por Estados Unidos y Europa con Antonio Sanchez en la bateria y poco despues fue Danilo Perez quien requirio del talento de Sanchez para su trio. Perez y su trio estuvieron de gira por mas de 2 anos y medio culminando su asociacion con Antonio con la grabacion del album "Motherland" el cual fue nominado para un Grammy en el 2000. Fue en un concierto en europa en el '99 en el que actuaron el trio de Perez y el de Pat Metheny que Antonio desperto la curiosidad y el interes del legendario guitarrista de jazz. Despues de algunos meses de audiciones fue que Metheny le ofrecio a Sanchez el puesto permanente en el prestigioso Pat Metheny Group. La Orquesta de las Naciones Unidas comenzo una extensa gira por Estados Unidos y Europa con Antonio Sanchez en la bateria y poco despues fue Danilo Perez quien requirio del talento de Sanchez para su trio. Perez y su trio estuvieron de gira por mas de 2 anos y meia termina sua parceria com Antonio com a gravação do álbum "Pátria", que foi nomeada para um Grammy em 2000. Foi em um concerto na Europa in'99 em que o trio de Perez e do Pat Metheny Antonio despertar curiosidade e interesse do lendário guitarrista jazz. Após vários meses de audições que foi oferecido Sanchez Metheny posse na prestigiosa Pat Metheny Group. Entre muchos reconocimientos y albumes, este grupo cuenta con la distincion de ser la unica agrupacion que ha recibido 7 Grammys consecutivos por sus ultimas 7 producciones. Entre os muitos prêmios e álbuns, esse grupo tem a distinção de ser o único grupo que recebeu 7 Grammys consecutivos para as suas últimas produções 7. Cabe mencionar que Antonio es apenas el 3er baterista en la larga historia del Pat Metheny Group que ya supera los 25 anos de existencia. Vale ressaltar que Antonio é apenas o 3. Baterista da história do Pat Metheny Group, que já ultrapassa 25 anos de existência.

El Pat Metheny Group ya ha grabado su primer CD desde la adicion de Antonio en la bateria. O Pat Metheny Group já registradas desde o seu primeiro CD além de Antonio na bateria. La produccion se intitula "Speaking Of Now" y fue galardonada con un Grammy en la categoria de "Mejor Album de Jazz Contemporaneo" en 2003. A produção é intitulado "Falando de agora" e foi atribuído um Grammy na categoria "Best Contemporary Jazz Album" em 2003.

Desde que Antonio ha sido parte de dicha agrupacion, la gira mundial de "Speaking of Now" los ha llevado a mas de 30 paises por varios continentes donde han sido recibidos con gran exito. Ademas de ser parte del PMG Antonio tambien ha sido elegido por el guitarrista para presentaciones como parte del Pat Metheny Trio. Desde que Antonio tem sido uma parte desse grupo, a turnê mundial de "Falando de Agora", levou a mais de 30 países em vários continentes onde foram recebidos com grande sucesso. Para além da PMG Antonio também foi escolhida por guitarrista para apresentações como parte do Pat Metheny Trio.

Ademas de haber actuado junto a personalidades del jazz como Metheny, D'Rivera y Perez, Antonio Sanchez tambien ha formado (o forma aun) parte de agrupaciones lidereadas por artistas como el saxofonista Michael Brecker (con el cual aparece en su ultima produccion discografica titulada "Wide Angles"), David Sanchez (con el que ha grabado los Albumes "Melaza" y "Travesia" los cuales han sido nominados al Grammy), John Patitucci, Avishai Cohen (Antonio aparece en los albumes "Colors" y "Unity"), Marcus Roberts ("In Honor of Duke"), Dave Samuels, Victor Mendoza ("Black Bean Blues"), Claudia Acuna y Luciana Souza entre otros. Além de ter actuado ao lado jazz personalidades como Metheny, D'Rivera e Perez, Antonio Sanchez também formadas (ou até mesmo fazer) dos grupos liderados por artistas como o saxofonista Michael Brecker (com o qual ele aparece em seu último álbum intitulado "Wide Angles"), David Sanchez (com quem gravou os álbuns "Melaço" e "Travesía" que tenham sido nomeados para o Grammy), John Patitucci, Avishai Cohen (Anthony aparecem no álbum "Colors" e "Unity" ), Marcus Roberts ( "em honra do Duque"), Dave Samuels, Victor Mendoza ( "Black Bean Blues"), Luciana Souza e Claudia Acuna, entre outros.

Antonio ha impartido clases magistrales en Europa, Japon, Norte y Sur America. Antonio tem ensinado master classes na Europa, Japão, América do Norte e Sul. Tambien ha sido galardonado con varios premios como "The Buddy Rich Memorial Scholarship", "The Zildjian Award", "The Boston Jazz Society Achievement Award" y "Berklee's Most Outstanding Performer Award". Ele também tem sido atribuído vários prêmios, tais como "O Buddy Rich Memorial Scholarship, The Zildjian Award, The Boston Jazz Sociedade e Berklee Achievement Award's Most Outstanding Performer Award.

Sanchez ha sido entrevistado para publicaciones especializadas como "Modern Drummer", "Downbeat", "Musico Pro" y "Berklee Today" ademas de aparecer en una gran diversidad de periodicos y revistas en diversas partes del mundo. Sanchez foi entrevistado para publicações como o "Modern Drummer", "downbeat", "Musico Pro" e "Berklee Today" também apareceu em uma variedade de jornais e revistas em todo o mundo. Tambien ha realizado clinicas y clases magistrales por todo el mundo incluyendo el prestigioso "Modern Drummer Festival Weekend 2003". Ele também tem conduzido clínicas e master classes em todo o mundo, incluindo o prestigioso Modern Drummer Festival Weekend 2003. "

Antonio es patrocinado por Yamaha Drums, Zildjian Sticks and Cymbals, Evans Drumheads y LP Percussion . Antonio é patrocinado pela Yamaha Drums, Zildjian pratos e Sticks, Evans Drumheads e LP Percussion.

Actualmente reside en la Ciudad de Nueva York. Ela atualmente reside em Nova Iorque.



Texto espanhol original:
Desde que Antonio ha sido parte de dicha agrupacion, la gira mundial de "Speaking of Now" los ha llevado a mas de 30 paises por varios continentes donde han sido recibidos con gran exito. Ademas de ser parte del PMG Antonio tambien ha sido elegido por el guitarrista para presentaciones como parte del Pat Metheny Trio.
Sugira uma tradução melhor

Antonio Sanchez drum solo



Antonio Sanchez

Barbara Dennerlein







Biografia

Nascido em Munique, na Alemanha, em 1964, Barbara Dennerlein apaixonei pelo órgão Hammond som a uma idade precoce. She was eleven when the first home organ was given to her for Christmas. Ela foi a primeira casa quando onze órgão foi dado a ela para o Natal. After only one and a half years of lessons she decided to continue autodidactic, relying upon her highly visible talent. Após apenas um ano e meio de aulas ela decidiu continuar autodidata, confiar em seu talento altamente visível. She began to develop her own inimitable style and finally her jazz enthusiastic parents decided to buy an original Hammond B3. Ela começou a desenvolver seu próprio estilo inimitável e finalmente o seu jazz entusiasmados pais decidiram comprar um original Hammond B3.


Barbara became acquainted with the history of the instrument and went on her own journey of discovery in the world of music. Barbara se familiarizar com a história do instrumento e foi em sua própria viagem de descoberta do mundo da música. In addition to studying the classical repertoire of standards, she also began to compose her own numbers very early on. Além de estudar o clássico repertório de normas, ela também começou a compor suas próprias números muito desde o início. Following first performances as a thirteen-year-old, she began to play in clubs at the age of fifteen. Após a primeira performance como um treze anos de idade, ela começou a tocar em clubes com a idade de quinze. In the early eighties she was already fêted as the “organ tornado from Munich”. No início dos anos oitenta ela já estava fêted como o "órgão furacão de Munique".


After her first TV appearances in 1982 Barbara began to record for LP's and included own compositions right from the beginning. Após a sua primeira TV Barbara aparições em 1982 começou a gravar um LP's e incluiu composições próprias desde o começo. Her third LP “Bebab” (a compound of 'bebop' and 'Barbara') was released by her likewise named own record label which she established at age 20. Seu terceiro LP "Bebab" (um composto de «variedade de jazz" e "Barbara") foi lançado pela sua própria gravadora chamado também que ela estabeleceu em 20 anos. Having received the German jazz critics award for it, her popularity increased tremendously in Europe and finally grew into a world wide reputation. Após ter recebido o prêmio alemão jazz críticos para ela, sua popularidade aumentou enormemente na Europa e, finalmente, cresceu em uma reputação a nível mundial. “Harper's Bazaar” wondered: “How did this Fräulein get so funky?“ and the Los Angeles Times headlined with: ”German Organist Pumps You Out”. "Harper's Bazaar" perguntava: "Como é que isso Fräulein tão medroso?" E "Los Angeles Times" headlined com: "Bombas organista alemão Você Out".



Since MIDI technology came up Barbara adds synthesizers and samplers to her sound. Desde MIDI tecnologia surgiu Barbara acrescenta sintetizadores e samplers para o seu som. She replaced the rather weak Hammond pedal sound by an original double bass sample that allows her to play an accentuated bass line with one foot, chords with the left hand and melody with the right. Ela substituiu o bastante fraca Hammond pedal som original por uma dupla baixista amostra que permite a ela para jogar uma linha com uma acentuada bass pé, acordes com a mão esquerda e melodia com a direita.



Being a band leader from the very beginning, and often the youngest among elder, Barbara is a perfectionist, though anything but a soulless technician. Ser líder de uma banda desde o início, e, muitas vezes, o mais jovem entre os mais velha, Barbara é um perfeccionista, porém nada vulgar, mas um técnico. She attaches the greatest importance to musical integration in the collective. Ela atribui a maior importância para a integração musical no coletivo. Her live bands play superbly well together. Seu viver bandas soberbamente jogar bem juntos. Her CD productions for eg “ENJA” or “Verve” feature hand- picked line-ups of prominent musicians versed in different styles, such as Ray Anderson, Antonio Hart, Mitch Watkins, Randy Brecker, Jeff “Tain” Watts, David Murray, Howard Johnson, Frank Lacy, David Sanchez, Roy Hargrove, Bob Berg and Dennis Chambers. Seu CD produções, por exemplo "ENJA" ou "Verve" característica colhido a mão line-ups de destacados músicos versados em estilos diferentes, como Ray Anderson, Antonio Hart, Mitch Watkins, Randy Brecker, Jeff "Tain" Watts, David Murray, Howard Johnson, Frank Lacy, David Sanchez, Roy Hargrove, Bob Berg e Dennis Chambers.


From time to time, Barbara allows herself sufficient time to give musical expression to her innermost thoughts and aspirations and to capture these on strikingly original and very personal solo CD's. De tempos a tempos, Barbara ela permite o tempo suficiente para dar expressão musical para ela pensamentos mais íntimos e aspirações e para capturar estas ontário contundentemente original e muito pessoal solo CD's. ”Solo” (1993) and “In a Silent Mood” (2004) provide a revealing insight into her musical personality, as she energetically celebrates the free flow of musical ideas which mirror her remarkable career as a brilliant exponent of the organ. "Solo" (1993) e "In a Silent Humor" (2004) fornecer um insight revelando sua personalidade musical, como ela energicamente celebra o livre fluxo de idéias musicais que o seu espelho notável carreira brilhante como um expoente do órgão.


Besides her “Bebab Band” and solo work, Barbara Dennerlein has also collaborated with big bands like Peter Herbolzheimer's Rythm combination & brass and with the unforgettable pianist Friedrich Gulda, who used his full musical genius to create a symbiosis of classical music and jazz beyond all limitations of style or genre. Além dela "Bebab Band" e trabalho solo, Barbara Dennerlein também colaborou com grandes bandas como o Peter's Herbolzheimer combinação Rhythm & latão e com o inesquecível pianista Friedrich Gulda, que usou seu pleno gênio musical para criar uma simbiose entre a música clássica eo jazz fora todos limitações de estilo ou género.



Barbara Dennerlein takes the same approach to music in her work as she says: “To me, jazz is a synonym for freedom. Barbara Dennerlein adopta a mesma abordagem à música em seu trabalho o que ela diz: "Para mim, jazz é um sinônimo de liberdade. Freedom from prejudice and discrimination, freedom from constraints and convention. Livre de preconceitos e discriminação, a liberdade de constrangimentos e convenções. This is my own definition of jazz that I want to convey to the listener. Esta é a minha própria definição de jazz que quero transmitir ao ouvinte. Whether young or old, traditionalist or modernist, jazz fan or non-jazz fan.“ Quer seja jovem ou velho, ou tradicionalista modernista, jazz fã ou não-jazz fã. "



Thus, she continuously explores new terrain. Assim, ela explora continuamente novas terreno. Her first invitation to play a church organ concert in 1994 stimulated an intensive period of activity with the “queen of instruments”, the church organ. Seu primeiro convite para tocar um concerto órgão da Igreja em 1994 estimulou um intenso período de atividade com a "rainha dos instrumentos", o órgão da igreja. Thanks to her complete mastery of the pedals, Barbara managed to fully exploit the immense musical potential, sometimes with works that she composed especially for the pipe organ, and make the somewhat sluggish instrument swing. Graças ao seu completo domínio dos pedais, Barbara conseguiu explorar plenamente o enorme potencial musical, por vezes, com as obras que ela composta especialmente para a canalização órgão, e fazer o um tanto lento instrumento swing. In many concerts since then the audience has been carried off to new worlds of sound, a mixture of jazz in the widest sense and classical elements. Em muitos shows, desde então, o público tenha sido feita fora para novos mundos de som, uma mistura de jazz, no sentido mais lato e elementos clássicos. In 2002 Barbara recorded for the first time exclusively on the pipe organ (”Spiritual Movement No.1”). Em 2002, Barbara registradas pela primeira vez exclusivamente na canalização órgão ( "Movimento Espiritual No.1").


In 2003 Barbara started a true outstanding project in regard of a jazz trio and a philharmonic orchestra playing together. Em 2003 começou um verdadeiro Barbara pendentes em relação a um projecto jazz trio e uma Orquestra Filarmônica tocando juntos. She derived the project from the fact that she, to put it into her own words, ”has approached the cosmos of classical music by playing on the church organ”. Ela derivados do projeto a partir do fato de que ela, para colocá-lo em suas próprias palavras, "o cosmos se aproximou da música clássica, jogando sobre o órgão da Igreja". Barbara Dennerlein performed her complex compositions on the church organ but she aimed to realize them by a much bigger musical body, which ensures the full richness of colours and dynamics. Barbara Dennerlein realizado seu complexo composições sobre o órgão da igreja, mas ela visava realizamo-los por um muito maior musicais corpo, o que garante a plena riqueza de cores e dinâmicas. To let a symphonic orchestra swing is even more difficult than to achieve this on the pipe organ. Para deixar uma orquestra sinfônica swing é ainda mais difícil do que para atingir esse órgão sobre o tubo. A real task for Barbara, who likes to bear challenges. Uma verdadeira tarefa de Barbara, que gosta de ostentar desafios.



Barbara Dennerlein's compositional work varies from traditional blues schemes, romantic, melancholic ballads to tempo driven compositions with elements of swing, bebop, funk and Latin rhythms. Barbara Dennerlein composição do trabalho varia de blues tradicional regimes, romântico, melancólico baladas ao andamento impulsionada composições com elementos de swing, variedade de jazz, funk e ritmos latinos. The fast rhythms require artistic pedal foot work in many of her own compositions. O rápido ritmo exigir artística pedal pé trabalho em muitas das suas próprias composições. Dennerlein often uses changing bars, as well as unconventional harmonic changes to confer narrative and figurative expression to her compositions. Dennerlein utiliza frequentemente mudando bares, bem como não convencionais harmônico mudanças para conferir narrativa e à sua expressão figurativa composições.





J.S. Bach Jazz Improv - Barbara Dennerlein on Hammond B3




Very Hot Stuff - Barbara Dennerlein on Hammond B3 Organ

Conquiste a Paz

Photobucket

Deficiência

Deficiência
Deficiente é aquele que não consegue modificar a vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

Células Tronco

Células Tronco

NOBREZA

NOBREZA

LIBERDADE

LIBERDADE
Porque a liberdade tem que ser uma conquista individual para depois se tornar um enorme plural...

LUNNA

LUNNA
UNA BELLISSIMA LUNA PIENA

Limitação

Limitação
Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: Quero é uma verdade inventada. Clarice Lispecto

OSHO

OSHO
"Cada um é único e incomparável. Você é apenas você mesmo: ninguém nunca foi como você e ninguém nunca será como você. E você também não precisa ser nenhum outro." OSHO

Como uma borboleta

Como uma borboleta
Mas o que realmente era preciso era pensamento positivo. Que poderia ser livre, bem aceita, e voar leve, por onde desejasse. Que pensasse em ser borboleta o tempo todo e tudo poderia ir mudando, até que, mais rápido do que ela imaginasse, ela sairia do casulo, como uma borboleta.

AMOR

AMOR
O ódio revela muita coisa que permanece oculta ao amor. Lembra-te disso e não desprezes a censura dos inimigos.

COLO DE MÃE É UMA DELICIA!

COLO DE MÃE É UMA DELICIA!

PRECE A MÃE TERRA

PRECE A MÃE TERRA
foto

Secret

Secret

Relogio

relojes web gratis

clima

pais on line